Pensamentos de uma tarde fria.

Hoje acordei me sentindo pior do que nos outros dias, mais perdida do que nunca. Eu descobri o meu caminho — a psicologia — e acertei o lugar disso na minha cabeça. Mas e agora? Eu vim pra São Paulo pra me descobrir, descobrir o que fazer. Mudei, descobri, aprendi. E agora? Eu ainda sinto o vazio imenso de antes e ele me causa muita dor. Como as crianças, que choram quando sentem dor e que não escondem isso de ninguém, eu choro também.

Algum adulto pode, por favor, me explicar o que está acontecendo sem ser aos berros? Pode, por favor, me dizer se isso é normal? Se vocês fingem que tá tudo bem, se engolem o choro porque todo mundo cobra isso de vocês?

Os adultos não entendem que cada um tem a sua percepção da realidade? Que cada um sente de um jeito, experimenta de um jeito, vê de um jeito, pensa de um jeito? Não? Cade vez menos eu quero ser como vocês, se for pra enfiar a cabeça em um buraco e só ouvir o eco da própria voz e dos próprios pensamentos.