Apps do android que valem um post

Meu primeiro quase-smartphone foi um iPod touch de 3ª geração, lá em 2010. Ele não fazia ligações e me obrigava a carregar dois aparelhos no bolso, mas já me permitiu ter acesso a uma das grandes novidades que o iOS trouxe: os aplicativos. Tem pequenos programas que me ajudassem em tarefas cotidianas. Um computador de bolso realmente pessoal.

Isso já foi chamado de computador pessoal. Mas faz tempo.

Aceleramos o filme para 2015. Depois de desistir de comprar um iPhone (ou do meu bolso desistir por mim), comprei um Moto X e troquei de time. Novamente, o que mais me surpreendeu nesta troca foi ter acesso a aplicativas com muito mais liberdade dentro do sistema — aplicativos que me ajudavam mais em pequenas tarefas do que aqueles que eu tinha no iOS.

A ideia deste post, como pode ser imaginado, é recomendar alguns destes programas, na esperança de que sejam úteis para mais alguém. Vamos lá:

Um discador para substituir o nativo do android. Ele organiza bem os contatos, e segue bem o guideline do material design. Uma das coisas que mais gosto são as notificações dele:

  • Se ligo para alguém que não está na minha lista, ele sugere no fim da chamada que eu adicione ela aos meus contatos;
  • Se recebo um SMS (sim, isso ainda existe), ele mostra uma janela superior (heads-up-notification), para que eu possa ler o conteúdo sem precisar abrir o aplicativo. Ah, e ele permite bloquear remetentes também — sim, Oi, estou olhando para você.
  • Se não atendo uma ligação, mais uma notificação, já com a opção de ligar de volta ou mandar um SMS (eles realmente acham que a gente usa isso).

Dashdow What App (grátis)

Sabe quando você conversa no messenger (não o MSN) e aparecem aquelas “cabeças” na tela? Esse app faz o mesmo por você, só que com o whatsapp.

Para pessoas que gostam de números: esse aplicativo ajuda a acompanhar os abastecimentos nos veículos através do controle da quilometragem. Assim você consegue verificar o quanto está gastando por quilômetro, qual o desempenho do carro, quando você deve trocar o óleo…

No iOS, gostava muito do Documetns by Readdle como gerenciador de arquivos. No Android, o ES File Manager apareceu como uma boa alternativa — ele tem uma boa interface, e permite mover arquivos entre pastas de um jeito simples. Além disso, você também pode usá-lo para acessar dados de um cartão de memória, ou pen-drive externo — como baixar fotos de uma câmera para a memória do celular.

A função de mandar as fotos (mesmo aquelas que você recebe por messenger ou whatsapp, por exemplo) é excelente. Além disso, recentemente eles colocar o suporte para o chromecast.

Deseja baixar algum vídeo do youtube em áudio? Esse aplicativo faz o serviço. O porém é que, por não estar na appstore (Google não gosta que você baixe vídeos), o modo de instalar é habilitar a instalação de aplicativos de fontes externas — mas o processo é bem simples.

Um gerenciador de podcasts fantásticos. A versão pega custa em torno de 8 reais, mas para quem assina vários programas, vale cada centavo.

Esta é uma das pequenas jóias dos aplicativos, pois permite que você troque links e arquivos entre dispositivos. Várias vezes achei algo interessante no celular e mandei o link para o desktop — ou queria me lembrar de fazer algo em casa, e mandei uma mensagem para o outro dispositivo. Eles também tem o Portal, que permite que você mande arquivos do PC para o celular através do navegador (armas laranjas e azuis não inclusas).

O teclado inteligente a que mais me acostumei. Embora ele se venda como o teclado dos gestos, em que você digita sem tirar o dedo da tela, é na versão normal e correção automática que ele brilha. É claro que sempre haverá o caso dele corrigir de um jeito errado, mas a precisão dele mesmo assim é superior aos outros.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Rogério Moreira Jr.’s story.