Waste

Será que a publicidade me afeta?

Você já reparou nos anúncios de pasta de dente? Fora o hálito puro e os dentes branquinhos eles sempre tem em comum um close na escova de dente com o creme dental cuidadosamente aplicado. Eles fazem isso de forma default. Sempre um longo e grosso filete de pasta cobre cada uma das cerdas da escova de dente, do início ao fim. Com destaque para o acabamento, aquela clássica pontinha de pasta apontando para o céu.

Ok. Você sabe do que eu estou falando. Pois é, sempre que eu vejo um anúncio desses eu penso como o mundo está no caminho errado, nos mínimos detalhes.

Explico:

O desperdício é o grande mal dos nossos tempos. Se ele não é a razão principal, pelo menos ele é uma das causas indiretas mais fortes de todas as mazelas sociais e ambientais que nós estamos vivendo. Ele está por toda parte e funciona como um vírus que vai se alastrando e contaminando tudo e todos.

Seja sincero, em um banheiro público, quantas folhas de papel toalha você utiliza para secar as mãos? Você sabe quantas são realmente necessárias?

Tá, entendi, você acha que folha de papel não diminui taxa de homicídio e nem enche a barriga dos miseráveis. Será?

Acredite em mim, o desperdício está presente na maior parte do seu dia e você nem percebe. Ele fica lá escondido nas decisões e gestos mais cotidianos e você nem se dá conta. Ele é realmente traiçoeiro.

Tem gente que desperdiça saúde.

auto-destruição

Tem gente que desperdiça comida.

Desperdício de dinheiro você sabe bem o que é, ainda mais se você mora no Brasil.

Tem o famoso desperdício de energia,

O de inteligência,

vilões da vida real

De vida.

deixados pelo caminho

Até a genética apronta das suas, colocando olho azul em gente feia! Né, não?!

Todo o desequilíbrio e toda desigualdade existe porque uns tem muito e outros muito pouco e o desperdício pesa nessa balança.

Ter as coisas é bom demais, mas o consumo é protagonista nessa historinha aqui. Quanto mais você compra coisas, mais demanda você cria sobre os recursos naturais, mais lixo você produz e na maioria das vezes você terá que trabalhar mais para honrar os seus gastos.

Por partes:

Quantas vezes você comprou um produto porque ele é atraente, porque ele está na moda, ou porque está com um preço irresistível? Mesmo tendo outro parecido até. E quantas vezes na hora da compra você priorizou o critério da sustentabilidade? Ou observou o ciclo de vida útil desse produto?

Cada uma dessas escolhas tem seu impacto ambiental e social. Cada produto tem sua cadeia de produção e consumo: extração de matéria prima, processo de fabricação, transporte, disposição final… Ou seja, você coloca pressão em um ciclo que não está fazendo bem ao nosso planeta e à nossa sociedade, mas você consumidor final não consegue se enxergar como fator decisivo desse ciclo.

As coisas não estão sendo feitas para durar. São feitas para você descartar e voltar ao mercado e consumir mais.

A coisa que você mais vai produzir na sua vida É LIXO! Você é uma fábrica poderosa de resíduos de todos os tipos. Infelizmente somente 40% desse lixo tem um destino planejado e menos de 2% seguem para separação e reciclagem. É fato, 98% de tudo que vc elimina não serve mais pra nada… só aumentam as montanhas de sucata e lixo por aí. Você pega toda essa energia, todo esse trabalho, toda essa matéria prima, toda essa riqueza e joga fora… num grande estoque de desperdício que o nosso planeta está se transformando.

Por fim, o consumo voraz coloca uma corda no seu pescoço. Você trabalha, é remunerado, adquire coisas, cada vez mais coisas. O que te leva à necessidade de uma remuneração maior, possivelmente mais trabalho. Com uma carga maior de trabalho você começa a perder algumas coisas: humor, saúde, equilíbrio e principalmente TEMPO.

Não existe desperdício pior no mundo do que o desperdício do seu tempo. A sua vida paga um preço altíssimo por isso. O tempo é a sua maior riqueza. E não há como recuperá-lo depois de ser jogado fora. Não há conserto, não há remédio… tempo não se recicla ou se reaproveita.

Agora para e pensa, o que você está fazendo com o seu tempo? Você está fazendo as coisas que você queria? As coisas que são importantes pra você e que te fazem feliz? Você tem tempo pra ler, tempo pra orar, tempo pra pensar, tempo pra quem faz a sua vida fazer sentido?

Se a resposta é NÃO, a sua vida está contaminada pelo vírus do desperdício.

Isso me faz voltar aos anúncios de pasta de dente. Você já viu o que eles querem de você?

E você já sabe qual é a realidade? Quanto creme dental você precisa pra fazer o serviço bem feito e deixar o hálito puro e os dentes branquinhos?

Essa é uma lição que você pode levar para todas as suas decisões a partir de agora, ou você vai ter desperdiçado valiosos minutos com esse texto.

Gostou do que leu? Então clique no botão Recommend aí embaixo. Fazendo isso, você ajuda esse post a ser encontrado por mais pessoas.

Vídeo bônus: Se você quer saber mais sobre Obsolência Programada (o grande ciclo do desperdício) assista esse vídeo sensacional: