Devo, Não Nego, Pago Quando Puder

Como lidar com o problema de inadimplência existente em quase todos negócios.

Definir processos para casos de inadimplência é uma estratégia interessante porque cobranças normalmente leva um tempo consumido, logo se você já tem um processo estabelecido para lidar com esse tipo de situação salvará seu precioso tempo.

Se ocorrer inadimplência, contate o cliente imediatamente via telefone ou pessoalmente, evite usar e-mails. Na conversa, procure perguntar :

· Pergunte se houve algum problema com o trabalho que você forneceu.

· Declare que você não recebeu o pagamento e pergunte se eles tiveram problemas para pagar.

· Pergunte quando o pagamento será feito e acorde uma data. Se eles não tiverem uma data certa, marque um dia você mesmo e ligue nesse dia para lembrá-los.

Seja educado e não faça exigências exageradas. Em muitos casos, o cliente pode simplesmente ter esquecido.

Procure criar laços duradouros com seus clientes,ligando para a pessoa responsável, construa uma relação. Caso suas ligações e tentativas sejam em vão, escreva um e-mail que retrate sua situação e lembrando que ele esta sujeito a multa caso não pague no dia estabelecido na nota fiscal. Por fim, se nenhumas de suas tentativas funcionarem e seu cliente mostra que não esta disposto em pagar, suspenda o envio das mercadorias para esse cliente e deixa que o judiciário entre em contato para resolver essa situação.

Algumas atitudes não são vista com bons olhos, tais como: reclamar com terceiros sobre o cliente que não paga, reclamar em redes sociais. Então tome bastante cuidado, pois ninguém quer ter a fama de mal pagador espalhada por ai.

Alguns clientes, principalmente pessoas jurídicas gostam de se aproveitar quando a sua empresa se mostra desorganização, pois assim esse tipo de cliente pode ganhar dias de inadimplência alegando que a falta de organização levou ele a atrasar o pagamento.

A inadimplência afeta diretamente no seu fluxo de caixa, podendo ocorrer em alguns casos de precisem injetar dinheiro, para que a mesma não seja prejudicada. Procure sempre usar contratos para clientes que normalmente costumam pedir periodicamente e/ou em grande quantidades.

Os contratos costumam conter todas as informações bem definidas com o seu cliente como: Datas de entrega, preço, o cronograma de pagamento do cliente destacando o juros da multa e da mora. Vale adicionar uma clausula que evite qualquer modificação no contrato, sendo assim o contrato é a maneira mais segura para conseguir seus direitos caso haja problemas com pagamento.

Caso o seu cliente faça pedidos num alto valor ou numa grande quantidade, o depósito de um sinal será a melhor maneira de resguardar seu caixa caso ele demore para o pagamento, também não consideraria fazer esse tipo de operação sem um contrato que possa te assegurar todos os seus direito em relação a esse cliente. Uma maneira de conseguir esse tipo de acordo é oferecendo a devolução do dinheiro (ou de apenas uma porcentagem que seja suficiente de cobrir seus custos) caso não seja satisfatório para o cliente.

Um dos piores casos de inadimplência é o caso do cliente que começa a reclamar sobre a sua própria situação financeira, ao meu ver, esses são os piores. Para saber lidar com esses clientes não ceda o preço acordado inicialmente, mexa no prazo ou na forma de pagamento como exemplo, pagamento parcelado. Se você ceder pode estar criando um hábito em que se repetirá mais de uma vez.

Abaixo, segue as respostas de alguns empresários que responderam sobre clientes inadimplentes:

1. Ligar diariamente: Murray Newlands, Influence People diz que já teve situação onde teve que lidar com clientes mal pagadores e a sua solução foi ligar diariamente para eles deixando recardo de voz caso não atendessem e chegou até falar com os CFO e CEO da empresa.

2. Oferecer opção: Nicolas Gremion, Free-eBooks.net, segundo ele os mal pagadores em alguns casos são clientes que encontraram problemas na hora de efetuar o pagamento, logo ter opções de pagamento acaba sendo de agrado.

3. Alcançar legalmente: Simon Casuto, eLearning Mind, já chegou a enviar cartas do seu advogado explicando que ele esta atrasado e o que poderia acontecer caso o pagamento não fosse pago ou levasse um tempo grande para ser efetuado.

4. Terceirizar: Ryan Wilson, FiveFifty, relatou que terceirizar o setor de cobrança caso a inadimplência seja um grande problema em sua empresa e prefere não se envolver com esse assunto pode ser uma saída. Porém, essas empresas normalmente cobram 30% sobre a divida, logo precisar ser feito uma análise financeira para averiguar se essa solução não afetará a saúde de sua empresa.

5. Saber quando assumir a perda: Andy Karuza, SpotSurvey, tente todas as maneiras possíveis, caso nenhuma delas faça efeito, possivelmente terá que assumir essa perda. Um relacionamento ruim pode prejudicar com outros, então tem que ter cuidado (principalmente se for uma pequena empresa) para não criar inimigos mesmo que você esteja com razão.

6. Se contentar com desconto: Miles Jennings, Recruiter.com, em vez de procurar companhias de cobrança que irão reter em torno de 30% do valor, use essa margem de negociação de um possível desconto. As vezes, uma redução de 15% já satisfaz e faz com que o ciente pague de imediato, portanto seria uma saída eficiente.

7. Criar um senso de empatia mútua: Kate Wheatcroft, Bien Cuit, prefere optar em dizer para o cliente como um mal pagador prejudica o negócio ainda mais sendo um negócio pequeno ou novo. Fazer eles darem conta que como eles mesmo, um mal pagador prejudica e muito no fluxo de caixa de uma empresa.

Mediante ao exposto a cima, é de suma importância que você registre quando, qual cliente, qual o valor e o motivo que o levou a se tornar um. Isso servirá para montar um banco de dados e num futuro próximo, quando obter dados suficiente, descobrir quais são os motivos mais recorrentes, quais clientes que costumam atrasar o pagamento e qual período do ano. Assim você poderá lidar diretamente com a causa raiz do problema de inadimplência da sua empresa e com isso montar um plano de ação. Além disso, poderá ser feito indicadores que possibilitará um acompanhamento da taxa de inadimplência e seu desempenho em geral.

Fonte:

http://www.sitepoint.com/how-to-deal-with-non-paying-clients/

http://www.sitepoint.com/how-to-guarantee-client-payment/

http://articles.bplans.com/15-tips-dealing-client-wont-pay/