Aprenda a ser

Você acordará todos os dias como se tivesse morrido e nascido infinitas vezes dentro de si mesmo. Você sentirá que em termos de Tempo, a vida parece um grande sonho. Você não toca o ontem e nem o amanhã. E a todo instante é presenteado com o agora.

(Talvez por isso se chame “presente”).

Então, veja bem. Olhe bem: tudo que existe tem muito respeito por você. Retribua. Seja generoso com todos. Perca todos os jogos. Se emancipe das densidades. Vá pro mato. Vá pra uma sala silenciosa. Coma doces com crianças. Dê estrelinhas. Por favor seja ridículo. Encontre sua sanidade e seu preenchimento num movimento de acolher-se. Exista como a própria gentileza que te trouxe até aqui.

Muitas coisas chegarão até você, a maioria serão distrações que tentam te fazer acreditar que só a sua história importa. Se lembre de dividir todos os presentes com seus irmãos. Eles também importam. Se lembre que os passarinhos voam em bandos. Se lembre de criar um trabalho que beneficie os outros seres. Confie que a vida vai te trazer apenas o que precisa. Você já aprendeu que chamamos de “câncer” tudo aquilo que recebe mais do que dá. Equilibre. Aprenda a dar. Mas antes aprenda a aprender. E só então, a receber. Reaprenda a caber em si mesmo. Sua maior lição é aprender a se amar.

Num dia desses, quando acordar, se sinta como uma árvore amazônica gigante, nutrida por rios e por um sol que nunca tarda. Sinta a grandeza da sua alma. Não se esqueça da natureza profunda do ser humano. “A vida humana é preciosa”. Aprenda a ser.

Like what you read? Give Aryanne Audrey a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.