Eu chorei um mar

põe no teu pé
o peso do mundo
pra firmar no chão
uma nova coragem
a cada segundo

põe no teu pé
o peso do mundo
pra ficar na carne
plantado feito árvore

envelhecer é simplesmente desfolhar

deixa suas costas livres
põe no teu coração
a leveza do ar
e respira leve
teu novo dia
a caminhar

axé, axé, axé

eu beijei o chão
e varri tudo em lágrimas
eu pedi perdão 
primeiro por existir
depois por errar

por querer tanto
e imenso
nos meus dentros

eu chorei um mar

e engoli a ilha de mim
pra luzir o sol
na língua
e a incerteza dessa vida semear

Like what you read? Give Aryanne Audrey a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.