Faísca

Mais fácil seria ser rasa,
e secar.
Mas a boca não quer calar .
Nos espaços que me cabem, quer falar.

Em tom de calmaria,
quer contar das poesias. 
E dos olhos quer roubar,
a reação de marejar.

Quer da palavra ser filha.

Faísca é pouco pra descrever como meus olhos cintilam ao ver qualquer nuance de beleza ou justiça.

(Marighella, a tua ‘canção dos lírios’ me ensina a ser gente. Obrigada.)

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Aryanne Audrey’s story.