Astronauta

Quando criança, eu recebi de presente um livro sobre o espaço. Foi nele que ensaiei meus primeiros rabiscos, apaixonando-me pelo céu e tudo que nele há. Desde cedo tive um encantamento pela nossa galáxia — e o que vai além dela. Os planetas, cometas, corpos celestes, e as estrelas. Pequena astronauta, eu sonhava. 
 
Talvez isso tenha incentivado esse estranho envolvimento por coisas distantes, que desde então carrego comigo. A distância absurdamente grande entre mim e as estrelas me fez amá-las cada dia mais. Passava horas suspirando por elas na minha janela. Imaginando os milhões de anos luz que nos separavam, mas que ainda assim não nos impedia de dividir o mesmo céu.
E isso era, ainda, apenas uma prévia do quanto eu iria amar…

Não foi surpresa, ao ver o quanto amei você, desde a primeira vez. 
 
Eu vi tantos infinitos entre nós
E de certa forma, 
Isso me vislumbra.
 
Você é minha estrela mais brilhante.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.