Me desculpa por sempre pedir desculpas.

Me desculpa por ser um peso, um encargo, um incomodo constante.

Me desculpa por ser atrapalhada, e por errar o tempo todo.

Me desculpa por estar sempre ansiosa demais, confusa demais.

Me desculpa por chorar por tudo, por fazer tempestade em copo d’água.

Me desculpa por esquecer as coisas, por fazer caso, pelo acaso.

Me desculpa se as coisas não deram certo, se eu gritei com você.

Me desculpa pela aquela nota de física, pelo seu ônibus atrasado, pela aquela pedra na rua, pelo seu cadarço desamarrado.

Me desculpa por cantar baixinho no meio do nada, por gritar na janela e por sempre estar com sono.

Me desculpa por sempre me achar culpada, e pelos inconvenientes.

Me desculpa pela minha nescessinadade de atenção, por não saber ser inteira.

Me desculpa pelas mensagens que mandei, me desculpa pela briga que eu não evitei.

Me desculpa por estar sempre preocupada, e por te preocupar também.

Me desculpa por ser uma nuvem de chuva quando você é um sol.

Me desculpa por sempre me perder e precisar que você me ache.


Obrigada por tudo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.