Sim. Não. Talvez.

Às vezes, acho que as coisas acontecem na minha vida como um ciclo. Algo repetido para que, de uma forma ou de outra, eu aprenda. Só pode ser isso. É engraçado como certas situações surgem e me fazem ver que já passei por uma ou outra coisa antes, e por que passar novamente?

É engraçado, ainda mais, que, nessa situação em específico, há algo lá no fundo, na minha mente, que diz: agora vê se faz certo, vê se não tem medo, cria coragem, menina! Mas, ao mesmo tempo, quando você já viu esse filme antes, fica tão mais difícil criar coragem e investir no que se quer. E se der errado de novo? E se eu quebrar a cara de novo?

Mas aí, então, me pego pensando todos os dias no que pode ser, naquilo que pode vir, e fico ainda mais introspectiva e reflexiva sobre tudo, sobre o “eu nem devia estar pensando no ‘se’, devia mesmo era estar arriscando tudo”. Arriscar é difícil, fazer uma escolha é, inevitavelmente, renunciar a algo. Estou disposta a arriscar algo tão precioso? Sim. Não. Talvez.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated ~may’s story.