Qual é o propósito da sua vida?

Olá, companheiros de jornada! Como vão?

Você já percebeu que todos nós temos algo que se torna tão importante em nossas vidas que, de certa forma, acaba se tornando a nossa maior prioridade? Pode ser só uma fase, ou pode se tornar o propósito de sua vida inteira. Pode ser a busca pelo parceiro ideal, uma paixão por conhecer e morar em vários lugares do planeta, a aspiração por sucesso e poder ou até mesmo a busca pelo corpo perfeito a qualquer custo.

Quem somos nós pra julgar ou condenar, certo? Cada um tem as suas prioridades e usa o seu tempo - que é a coisa mais preciosa que nos é dada - da maneira e com o quê quiser. Eu mesmo, durante muito tempo de minha vida, usei meu tempo para tentar encontrar a tão sonhada felicidade. Não pensava em outra coisa senão em ter a vida perfeita que a nossa sociedade nos vende em todos os lugares: uma bela mulher, bons filhos, o emprego dos sonhos, uma grande casa confortável num bairro nobre, um grande carro do ano e muito dinheiro para aproveitar a vida. Acreditava que isso bastaria para ganhar a carteirinha de “homem que deu certo na vida”.

Acredito que muitos de vocês também já tiveram esse objetivo na vida, ou ainda o tem, por isso quero deixar claro que não estou dizendo que ter essa prioridade na vida seja necessariamente errado. Só acho que usar uma vida inteira para conquistar basicamente coisas materiais e alegrias passageiras e esteticamente perfeitas pode não valer a pena, pois a única certeza que temos da vida é a morte e daqui não levamos nada senão as boas ações que praticamos e o amor que aprendemos a cultivar.

Com o tempo, e através mais da dor do que do amor, fui aprendendo que a vida perfeita que eu tanto desejava talvez não fosse o melhor pra mim. Talvez não fosse o que me faria crescer mais como ser humano. E como percebi? Por que o meu orgulho não seria vencido se eu atingisse todos os meus objetivos; eu não aprenderia que tudo que é feito em excesso é prejudicial se tivesse dinheiro suficiente para esbanjar com o que quisesse; o meu egoísmo não diminuiria se eu conquistasse tudo o que eu queria; não entenderia que as vezes eu machucava as pessoas sem querer se eu tivesse o poder e as conquistas me cegando...

Enfim, sem as dores, eu jamais teria aprendido tudo o que aprendi e por isso, agradeço a Deus por ter posto pedras em meu caminho para que eu pudesse perceber através dos maus exemplos o que eu não quero para mim. Mas não é só de maus exemplos que se constrói uma jornada, por isso, agradeço também as doces alegrias que Ele tem me proporcionado, pois através delas tenho aprendido a amar mais, a ser mais alegre e gentil, e a suportar melhor as dores do caminho.

Hoje, posso dizer com a maior alegria, que sou casado com a melhor esposa que eu poderia ter tido a sorte de encontrar; temos um cachorrinho muito sapeca que só nos traz amor - e algumas bagunças também -; um trabalho que eu gosto bastante, mas não é necessariamente dos sonhos; um carro que nos leva para todos os lugares (e não é enorme e nem tão novo assim); um lar cheio de amor, alegria e paz que eu não troco por nenhuma mansão na zona sul, além do dinheiro que precisamos para nós (às vezes até mais do que precisamos). A gente briga às vezes? Briga. A gente concorda em tudo? Não. A nossa vida é perfeita? Não, assim como nada é. Mas é a melhor versão que poderia ser.

Muitas vezes, passamos tanto tempo de nossas vidas tentando ser feliz através dos prazeres passageiros: o hambúrguer gourmet que nos traz satisfação e status nas redes sociais, mas também traz remorso ao percebermos que comemos mais do que deveríamos ter comido e gastamos mais do que deveríamos ter gastado; as risadas histéricas que nos trazem sensação de alegria, mas que também trazem uma agonia sem explicação por termos rido ou falado mal de alguém; a mentira que só posterga a nossa humilhação para um futuro próximo, etc.

Esses são os prazeres da carne, que podem sim nos trazer alegrias passageiras. E muitas! Mas sempre temperadas com um sensação de angústia e vazio sem explicação que nos mostra que não estamos agindo da forma que deveríamos, além de inflar o nosso ego, orgulho, inveja, ciúme, vaidade e tudo que é prejudicial a nós mesmos.

Por isso, hoje tento sempre me perguntar: qual seria o propósito que Deus colocou na minha vida? O que devo realizar? Como devo prosseguir? E a resposta que vem do meu coração é sempre a mesma: foque naquilo que vai fazer com que você se torne uma pessoa melhor, principalmente através do amor incondicional ao próximo. Não é por acaso que esse foi o maior ensinamento que o nosso mestre Jesus trouxe ao mundo!

Para finalizar, gostaria de trazer essa reflexão a tona: o que é prioridade na sua vida hoje? Você acredita que deveria direcionar mais tempo da sua vida para alguma coisa em especial? Deixe sua mensagem nos comentários. Prometemos não julgar nem condenar ninguém, sinta-se a vontade para nos contar! (:

Show your support

Clapping shows how much you appreciated A vida é uma grande jornada’s story.