Composições de saudade

Agora acredito na letra de Giuseppe Anastasi, pois "quando chega a noite, eu não consigo dormir".

O motivo da insônia é a saudade, afinal, como compôs Accioly Neto, ela "já tem nome de mulher só pra fazer do homem o que bem quer".

Mas Vicente Dias previu meu momento porque "depois de muito tempo acordado, já cansado de tanto sofrer, esta noite eu dormi um pouquinho e sonhei com você".

E a saudade não tem dó, amarga 'que nem jiló'. Pra piorar, conforme ouvi de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, "se a gente vive a sonhar com alguém que se deseja rever, saudade, 'entonce', aí é ruim. Eu tiro isso por mim que vivo doido a sofrer".

Foi necessário juntar Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown, Dari Moraes e Marisa Monte pra eu saber que "você é assim, um sonho pra mim".

Mais que isso. Como a Rose tão bem registrou, "você é luz, é raio, estrela e luar. Manhã de sol".

Por falar na estrela de quinta grandeza, vem dos Carlos — Roberto e Erasmo — a definição do que és pra mim. "É luz que me ilumina o caminho e me ajuda a seguir. Sol que brilha à noite e a qualquer hora me fazendo sorrir".

Contudo, assim como Edson Trindade, "não sei porque você se foi. Quantas saudades eu senti. E de tristezas vou viver. E aquele adeus não pude dar".

O que fazer? Posso me inspirar em Belchior e sumir. Afinal, "quero gozar no seu céu, pode ser no seu inferno. Viver a divina comédia humana, onde nada é eterno".


Meus amigos, texto escrito depois que a linda Ellen Montenegro me enviou esta foto, de autoria dela, cercada de mistérios.

Like what you read? Give Ayrton Freire a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.