Sobre o constante julgamento da sociedade sob o seu corpo desde a infância.

A maneira como meninas são atingidas pelos rótulos, regras e padrões estéticos é tão cruel e brusca que sofremos pressão com relação ao nossos corpos e suas supostas “imperfeições” antes mesmo de tê-lo totalmente formado. Crescemos entendendo que existe um modelo a ser seguido e ele é o aceito, portanto é o único bom, bonito, perfeito.

O problema é que esse padrão é praticamente inalcançável e isso gera a frustração de crianças que são atingidas e afetadas por questões que não deveriam sequer existir no meio delas, isso alimenta uma obsessão e uma compulsividade precoce e faz a rivalidade feminina estar presente em todo o desenvolvimento e amadurecimento de uma geração.

É extremamente perturbador ver a mídia menosprezar o seu corpo e taxar as suas peculiaridades como “feias, algo que precisa ser eliminado com urgência” e além de tudo praticar toda a padronização em nome da “saúde e do bem-estar, afinal, é a sua qualidade de vida que está em jogo, rs".

O que você tem é belo, não deixe de amar pela incapacidade das pessoas de enxergarem a beleza presente ali.

A sociedade é uma merda, faz com que todos se sintam inferiores e insuficientes em cada área possível, adequar-se é o maior dos desejos utópicos, são vidas dedicadas a isso e todas jogadas fora.

Orgulhe-se do que possui, caso seja o oposto do que é esperado, orgulhe-se ainda mais.