a influência da cena punk em washington nas questões sociais e políticas

Fugazi

Em 1980 Washington enfrentava problemas políticos que deu sentido para os pensamentos e ações da cena punk que surgia. Haviam problemas sociais que levantavam questões onde algumas pessoas mais velhas tinham preguiça de entender, só mesmo uma juventude inteligente conseguiria bater de frente e apontar na cara assuntos como:

  • Mesmo sendo enorme a população de negros, Washington ainda sofria com segregação racial.
  • Corrupção que fez a fama da cidade chamada de “império do mal”.
  • Aquele conservadorismo EXTREMO \o/.

Com isso o movimento punk da região levantou uma bandeira de questionamentos sobre o estado e criou ideologias de vida positivas para surrar esse conservadorismo insano que vivia os EUA.


O punk contra os laboratórios de bombas nucleares dos EUA

Flyer do show do Fugazi na Casa Branca

Dentro do manifesto punk nasce o pensamento Positive Force. Foi um movimento que organizava eventos para invadir os laboratórios de fabricação de bombas nucleares :o dos EUA.

Fugazi foi uma das grandes bandas da cena liderada por Ian MacKaye que simplesmente em um ato incrível de protesto tocaram em frente a casa branca no mesmo dia em que o governo dos EUA jogava BOMBAS em Bagdá.

Kathleen Hanna — Bikini Kill

O positive force também invadia setores corporativos para impedir os lobbys ilegais e manifestações em departamentos químicos ligados a produção de bombas.

Riot Grrrrrl

Também teve espaço para o movimento Riot grrrl de bandas como Bikini Kill e Babes in Toyland que através do punk elas lutavam pelos direitos da mulher. Esse movimento se tornou um meio influente para informar e orientar as mulheres sobre os seus direitos.


Nasce a ideologia Straight Edge

O fato desse movimento nascer é em resposta a cultura conservadorista opressora, onde quem não se enquadrasse no esteriótipo de jovem capitalista não tinha moral. O Straight Edge cultua a liberdade de escolha e incentiva ideias Anti Drogas, Anti Álcool e protestos contra o consumo e produção de carne animal.

Alguns de seus pensamentos são muito relevantes indo contra o muro que era o conservadorismo na sociedade tomando attitudes radicais, diria eu muito positivas mentalmente e fisicamente para o ser humano.

X na mão representa o Straight Edge

Nomes da Cena

Já posso começar citando Ian Mckaye, que diferente da “violência” que o punk britânico se propunha, ele conseguia expor todo o seu ativismo com muito AMOOR e me orgulho em falar que o brasil adota sua filosofia DIY (DO It Yourself) desde 90’s funcionando até os dias hoje.

Ian Mckaye

o Do it Yourself (faça vocÊ MEsmo) consiste em uma ideologia totalmente independente na produção de uma banda, essa linha é longe de gravadoras, fez o Fugazi decolar tendo o sucesso comparado a de uma banda mainstream.

Henry ROllins foi fundador e vocalista do Black Flag, é um grande ativista em causas sociais e participou de campanha Politicas defendendo a comunidade LGBT.

Henry Rollins

Na minha opinião de merda a diferença entra a cena punk de Washington e a britânica estão em seus ideais, onde a cena do Reino Unido tendia a ser mais anárquica e agressiva e em Wash focada na luta pela igualdade social contra o governo.

O engajamento de Ian Mckaye para a ideologia do Do it Yourself foi tão forte que se repassou mundialmente, eu posso dizer que vivo ela dentro da cena musical da minha cidade e sei que muitos outros também compartilham dessa ideologia ao redor do mundo.

Minor Threat

Acompanhe

Saiba mais sobre o Positive Force http://www.positiveforcedc.org/

Ouça

Ian MacKay fundou Minor Threat e Fugazi, que são bandas importantes dessa cena, mas a minha escolha pra vcs ouvirem é o Embrace!!! Também trabalho de MacKaye e pra mim é a mais querida. ❤

por Silvio Freitas.