Caia fora do Brasil

Você que reclama do Brasil e diz que a única saída é sair país, pode me fazer um favor? Pegue o primeiro vôo e vá!

Estamos enfrentando uma das maiores crises que nossa nação já enfrentou. Não se trata apenas de um cenário econômico tenebroso, é a crise de confiança que mais me preocupa. Por um lado até consigo entender o que se passa na cabeça daqueles que buscam qualquer oportunidade para construir sua vida fora do país; já perderam suas esperanças e desistiram de qualquer reação por parte de nossos representates.

Se olharmos para as mais altas esferas da nação, temos um bando de políticos cuja única preocupação é limpar sua própria barra — não há espaço para pensamento produtivo e de longo prazo. A operação lava-jato não desaparece dos jornais, cada vez com revelações mais perversas e desconcertantes. E o pior, não se trata de corrupção de um grupo de bandidos. Não foi apenas um diretor que superfaturou um contrato, apertou a mão de um empreiteiro complacente, engordou o bolso e dormiu feliz, o que por si só já seria grave. É o sistema.

Diz-se que nosso papel como seres humanos é deixarmos este lugar um pouquinho melhor do que o encontramos. Devíamos esperar uma comoção nacional frente ao que está ocorrendo. Mas tudo que vemos são pequenas reações esparsas e fúteis ou pessoas que se acovardam e esperam a primeira oportunidade para cair fora.

Será que além de sermos uma geração de bobos que se acha esperta somos incapazes virarmos a mesa e darmos a volta por cima? Mais do que uma geração que ganha pouco, não sai da casa dos pais e ainda acha que está por cima, o que realmente me preocupa é que não sabemos por onde começar. Mesmo tendo mais recursos do que nunca para fazer alguma coisa.

É aquela velha história: você lembra o nome de cada um dos candidatos que ajudou a levar ao poder nas últimas duas eleições? Mesmo que você saiba, poderia então listar quatro projetos que eles estiveram ativamente empenhados em levar adiante? E o que você fez em relação a isso?

Tenho dezenas de amigos jornalistas, muitos com bom faro e até mesmo uma certa audiência que os segue. O que estão investigando e ajudando a propagar, sejam bons ou maus exemplos?

Da turma das engenharias, temos condições de vasculhar, processar, cruzar e buscar padrões em gigantescos volumes de dados. Por que não aplicar este conhecimento técnico na busca de desvios, na auditoria de contas e dados públicos?

Ou então os colegas de publicidade, que poderiam ajudar na divulgação de causas e na criação de uma massa crítica para engajar os inertes na direção da mudança. Nós não estamos fazendo absolutamente nada.

Fora algumas poucas causas nobres que vemos por aí, como cuidar de animais, plantar árvores, contar histórias para velhinhos ou até ajudar na preservação da natureza, temos um hidrante aberto enquanto tentamos consertar furos de uma mangueira com fita isolante.

Precisamos urgentemente colocar o trem de volta nos trilhos, ou quebraremos todos este país se não fizermos algo. Rápido. Agora! E para isso não basta apenas reclamar, precisamos de pessoas realmente comprometidas e empenhadas em lidar com os problemas cruciais da nossa nação. Você está fazendo a sua parte?