Manifesto BancadA FeministE

Uma Frente Popular Feminista

Nós, mulheres de esquerda, feministas, ativistas de diversos movimentos sociais, anti-racistas, anti-capitalistas e pré-candidatas no Rio de Janeiro, apresentamos essa carta compromisso e convidamos partidos políticos pertencentes ao campo democrático e popular, assim como todas as mulheres, companheiras e lideranças políticas de esquerda e feministas para assinarem este documento.

Propomos esta Carta Compromisso porque constatamos que o quadro atual da democracia representativa brasileira não expressa a diversidade da população. Somos mais de 50% do eleitorado e, no entanto, ocupamos menos de 10% do Congresso Nacional, cenário que não contempla a totalidade de mulheres negras, indígenas, lésbicas, bissexuais, trans, intersexuais e pessoas com deficiência.

Além disso, consideramos a execução da companheira Marielle Franco como um reflexo do crescimento do fascismo e suas estruturas racistas, lgbtifóbica, misógina e conservadora no Brasil. E por isso nos sentimos convocadas a dar uma resposta prática.

Compreendendo as especificidades de cada agrupamento de esquerda e sem nenhum rebaixamento de programa, abrimos o diálogo para pautas que unificam as mulheres feministas progressistas ao longo desta narrativa. 
A partir disso, firmamos os seguintes compromissos públicos:

1. A SORORIDADE como prática política no decorrer do processo eleitoral e nos mandatos conquistados.

2. As pautas feministas e de combate ao racismo, LGBTIfobia, capacitismo, classismo, xenofobia, perseguição das religiões de matriz africana, intolerância religiosa e qualquer ataque aos direitos fundamentais integram nossos programas, reconhecendo a dor que nos une (dororidade).

3. A luta junto ao partido pela garantia da participação das mulheres na organização e distribuição dos Fundos Partidário e Eleitoral, bem como no tempo de rádio e televisão. Entendemos que a cota de 30% não pode ser apenas para cumprir um critério eleitoral e sim para impulsionar, de fato, as candidaturas de mulheres cisgêneras e trans.

4. A contraposição da herança escravista e patriarcal é marcante, usando nossa luta e resistência para descolonizar as estruturas sociais do Brasil.

5. A busca do fortalecimento de uma rede feminista latino-americana de luta contra todas as opressões.

A partir disso, as mulheres que formam a BancadA FeministE assinam esse manifesto com as seguintes pautas prioritárias:

  • Defender a paridade de mulheres na política;
  • Lutar pela descriminalização e legalização do aborto;
  • Defender legislações que lutem pelo fim da violência contra a mulher;
  • Lutar contra a violência obstétrica e pela humanização do SUS;
  • Lutar por um protocolo de saúde e políticas públicas específicas para mulheres lésbicas;
  • Lutar por acolhimento e políticas públicas para mulheres em situação de rua;
  • Lutar pela criação da Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres do Rio de Janeiro
  • Lutar para a destinação, do mínimo, 5% do orçamento estadual para a implantação das políticas públicas articuladas e realizadas pela Secretaria de Estado de Políticas para as Mulheres no Rio de Janeiro
  • Lutar para a criação de estruturas e mecanismos que fomentem e garantam a participação igualitária das mulheres nos espaços de participação política, poder e decisão considerando a interseção entre gênero e raça/etnia;
  • Lutar pela promoção, através de políticas de trabalho, visando o acesso qualificado, a autonomia econômica e financeira das mulheres.
  • Lutar pela implementação de políticas públicas de proteção, apoio e atenção às mulheres por meio da integralidade e humanização do atendimento às mulheres em situação de violência;
  • Lutar contra a reforma do Ensino Médio, que exclui o debate de gênero nos espaços educacionais;
  • Lutar pela revogação da reforma trabalhista e ser contra a reforma da Previdência por impacto direto na vida social, econômica e política das mulheres;
  • Lutar pela garantia dos direitos à identidade, de ir e vir, acesso à educação, saúde integral, empregabilidade e representatividade das pessoas trans;
  • Reconhecer a mulheridade das travestis e mulheres trans;
  • Defender a pauta do desencarceramento em geral e da redução do Estado Penal, reconhecendo que o sistema criminal é estruturalmente racista e seletivo, e atua na criminalização da pobreza.
  • Defender os direitos das mulheres presas, especialmente das grávidas e mães em privação de liberdade, a maioria delas negras e pobres, e exigir a efetivação de alternativas penais já previstas em lei e decididas pelo STF.
  • Defender a legalização das drogas, uma vez que a política de drogas proibicionista é a causa do alto crescimento do número de mulheres presas, a maioria delas por tráfico de drogas, bem como é o discurso da guerra às drogas que serve de pano de fundo ao genocídio da população jovem, negra, trans, favelada e periférica.
  • Disputar a democratização da mídia por narrativas que representam a diversidade das mulheres, inclusive as cisgêneras e trans;
  • Incentivar a formação e a profissionalização de mulheres atletas — da base até o alto rendimento -, sendo olímpicos/paralímpicos ou não, visto que são sempre preteridas pelos homens.
  • Debater a pauta da prostituição com os movimentos organizados de profissionais do sexo;
  • Combater o estigma e lutar por acesso universal à prevenção, tratamento ao HIV/AIDs, hepatites virais e outra ISTs;
  • Lutar por uma cultura paz e uma sociedade não violenta e desmilitarizada;

Sendo assim, nós, abaixo assinadas, assumimos publicamente este compromisso de, ainda que em partidos políticos diferentes, entrarmos juntas no processo eleitoral e com os mesmos objetivos: Defender causas das mulheres, cisgêneras e trans nos debates políticos, enfrentar o machismo, a lesbofobia e o racismo estrutural, garantir a visibilidade das mesmas e lutar por espaços institucionais dentro da atual democracia para que essas vozes e demandas sejam ouvidas, respeitadas e efetivadas na sociedade.

Acreditamos que uma outra sociedade — justa, libertária, afetiva e igualitária — é possível.

Vamos construir juntes.

Assinam:

  1. Marcia Tiburi — Pré-Candidata a Governadora pelo PT
  2. Jandira Feghali — Pré-Candidata a reeleição como Deputada Federal pelo PCdoB
  3. Indianare Siqueira — Pré-Candidate a Deputada Federal pelo Psol
  4. Dyonne Boy — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo Psol
  5. Rose Cipriano — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PSol
  6. Glorya Ramos — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  7. Tainá de Paula — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PCdoB
  8. Professora Jaqueline de Jesus — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  9. Maria Ivone Suppo — Pré -Candidata a Deputada Estadual pelo PSol
  10. Danielle Nunes — Pré-Candidata a Deputada Estadual PSol
  11. Dani Balbi — Pré-Candidate a Deputada Estadual pelo PCdoB
  12. Verônica Lima — Pré-Candidata a Deputada Federal pelo PT
  13. Simone Saturnino Braga — Pré-Candidata a Deputada Federal pelo PT
  14. Renata Neves — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  15. Tayná Paolino — Pré-candidata a Deputada Estadual pelo PCdoB
  16. Enfermeira Rejane — Pré-candidata a reeleição como Deputada Estadual pelo PCdoB
  17. Monica Rabelo — Pré-candidata a Deputada Estadual pelo PT
  18. Bárbara Aires — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PSol
  19. Veruska Delfino — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PSB
  20. Iara Roccha — Pré-candidata a Deputada Estadual pelo PcdoB
  21. Thais Ferreira — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PSol
  22. Elika Takimoto — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  23. Rosângela Façanha — Pré-Candidata a Deputada Federal pelo PT
  24. Walkiria Nictheroy- Pré-Candidata a deputada estadual pelo PCdoB
  25. Náustria Albuquerque — Pré-Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  26. Claudete — Pré Candidata a Deputada Estadual pelo PT
  27. Rosangela Zeidan — Pré Candidata a reeleição como Deputada Estadual pelo PT
  28. Acácia Cristina Reis de Andrade Brito — Cirurgiã-Dentista militante do Coletivo de Comunicação Popular do PT.
  29. Adriana Valle Mota — Socióloga, assessora parlamentar e ativista da partidA
  30. Alessandra Santos — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  31. Aline Souza — jornalista, ativista da mobilidade urbana, ativista na PartidA.
  32. Ana Laura Becker Aguiar — Analista de política social, doutoranda em direito e gênero, ativista da PartidA
  33. Ana Otoni- CEDIM, SES RJ, Mulheres do PT, Saúde PT
  34. Ana Pessoa — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  35. Andrea Capella — Diretora de fotografia, iluminadora e ativista da partidA
  36. Anelia Pietrani — Professora de literatura brasileira- UFRJ
  37. Angela Fontes — Economista e militante feminista
  38. Ariana Lima — Ativista feminista, mãe, articuladora social e gestora
  39. Bianca Lima — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  40. Bianca vales — Ativista LGBT da ong 7 cores e do Movimento Negro Unificado
  41. Camila Marins — Jornalista e ativista lésbica
  42. Carol Tokuyo — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  43. Caroline Benites Porto — ativista feminista e secretaria de formação política — PT Niterói
  44. Ciomara Santos — Assistente Social e feminista
  45. Clarisse Cunha Linke — Urbanista e ativista de mobilidade urbana
  46. Clarisse Meireles — Jornalista e tradutora
  47. Claudia Schulz — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  48. Cristiane Vianna Amaral — Co Fundadora do #mapadasmina e ativista da PartidA
  49. Dríade Aguiar — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  50. Duda Quiroga — Secretária de Comunicação da CUT-RJ
  51. Eliana Cacique — Coletivo Nacional de Mulheres PT
  52. Elizabeth Frota Flaschner — Empresária, feminista integrante do Fórum Feminista RJ, Conselheira do CodimRio.
  53. Emy Lobo — Cineasta, Fotógrafa, Videoativista e integrante da PartidA
  54. Erica de Freitas — Produtora Executiva e Roteirista
  55. Érica Sarmet — Roteirista, pesquisadora e militante lésbica
  56. Fabiana Santos — Secretaria Estadual Mulheres PT-RJ
  57. Fernanda Camargo — Secretaria de Cultura do PT-RJ
  58. Gloria Maria Moraes da Costa — Profª Economia
  59. Havana de Moraes Marinho — feminista, advogada e jornalista
  60. Helena Niemeyer Teixeira — Historiadora e anarquista
  61. Inês Pandeló — Ex-Deputada Estadual pelo PT
  62. Inês Patrício — Professora da pós-graduação em Ciência Política da UFF
  63. Ingrid Gerolimich - Socióloga e pesquisadora no I.E/UFRJ
  64. Irlana Cassini — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  65. Isis Maria — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  66. Jasmine Giovaninni — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  67. Joanna Almeida — Produtora e advogada
  68. Julia Mariano — Cineasta e produtora independente
  69. Julia Rensi — Co Fundadora do #mapadasmina
  70. Juliana Giampaoli — Atriz, diretora, produtora de Web conteúdo e ativista LGBT+
  71. Lenissa Lenza — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  72. Letícia Brito — Poeta e organizadora do Slam das Minas RJ
  73. Louise Akemi — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  74. Lucia Teresa Romanholli — Professora da Rede Pública da Cidade do Rio de Janeiro — Mestre em Educação UERJ.
  75. Luciana Conti — Jornalista
  76. Luciana sérvulo da Cunha — documentarista e diretora artística
  77. Luciene Medeiros — Professora, pesquisadora e ativista feminista
  78. Marccela Moreno — Diretora, roteirista e montadora
  79. Marcia Rangel Candido — cientista política, fundadora e editora da revista Horizontes ao Sul
  80. Maria Caú — Escritora, Professora e Crítica de Cinema
  81. Maria Fernanda — Escritora, colunista do jornal Correio do Brasil midiativista no coletivo Barão de Itararé
  82. Marielle Ramires — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  83. Marina Costa — Vice Presidenta do PT Rio
  84. Marina de Carvalho Carneiro — Advogada, feminista, militante
  85. Marina Meliande — cineasta
  86. Marta Estrella — Etnomusicóloga, Musicoterapeuta e ativista da Luta Antimanicomial/Saúde Mental
  87. Micaela Costa — Executiva Nacional do PT
  88. Natalia Szermeta — Coordenadora Nacional do MTST
  89. Pamela Kimmemgs — Secretária de combate às opressões da JPT — Campos dos Goytacazes
  90. Raisa Damasceno — Advogada, co-fundadora do Coletivo Feminista Marielle Franco do Ibmec Rj, mestranda da UFRJ em Direitos Humanos.
  91. Raissa Galvão — Fora do Eixo e Mídia NINJA
  92. Raquel Ribeiro — Feminicidade
  93. Samantha Brasil — Curadora e crítica de cinema, ativista da partidA.
  94. Samara Martins — Arte educadora, atriz e produtora cultural
  95. Thais F. Rodrigues — Doutoranda em Ciência Politica da UFF/CDDL Mulher
  96. Vivi Martins — Coletivo Nacional de Cultura do PT
  97. Marlene Miranda — Secretária de Mulheres da CUTRio
  98. Renata Aleixo Fisioterapeuta, vice presidente do PT/Belford Roxo.
  99. Odete Maria do Amaral Rocha — Professora e Presidenta do PT Resende
  100. Cibele Mariano — Feminista e Pos graduada em História e Cultura Afro Brasileira
  101. Angelica de Jesus Santos — Feminista e Presidenta do PT de São João de Meriti
  102. Larissa Munck — montadora, videoativista e co-gestora da rede Agora Juntas.
  103. Leila Regina Silva Soares — Diretório PT São joão de Meriti /Coletivo Estadual de Mulheres do PT RJ
  104. Vitória Cristina Medeiros vice-presidente do diretorio do PT Teresópolis e secretária municipal das mulheres do PT Teresópolis
  105. Poliana Paiva — Roteirista e Atriz
  106. Sandra Regina Cavalcante — Educadora
  107. Karla Gomes de Farias — Odontopediatra
  108. Lourdes Nassif — Jornalista
  109. Celinna Carvalho — Professora
  110. Edna Calheiros — Professora, Vice Presidenta do Diretório PT Saquarema, Secretária de Finanças do CEDIM/RJ
  111. Vera Lúcia Marques Portela — Bibliotecária aposentada
  112. Maria do Socorro da Silva Batista — Professora
  113. Silvia Regina Groto — Professora /UFRN
  114. Maria Sirley dos Santos — Professora
  115. Ligia Prestes da Silva — Socióloga
  116. Vânia da Silva Maia — Cidadã
  117. Alexina Lúcia Calle de Paula Witt — Médica
  118. Isolda Medeiros de Araújo Lira — Médica
  119. Cristiane Furtado — Historiadora e militante lésbica
  120. Bia Medeiros — Produtora, diretora e pesquisadora
  121. Christiane Castanheira — Jornalista
  122. Cibele Vrcibradic — Professora aposentada filiada ao PT, participante da FBPZS e do CDDL Mulher
  123. Ana Clara de oliveira Maciel Pinaud — Assessora jurídica, ativista feminista e LBT
  124. Jacquelini Pinto Paiva — Cozinheira
  125. Cris Lustosa — Pós produtora e feminista
  126. Anatailde Crespo — Socióloga e tradutora.
  127. Mariana Ribeiro Prestes — Enfermeira
  128. Mikhaila Copello- Universitária, musicista e ativista LGBTQI