O início de um novo ciclo

Eu acho que sempre tive esse sonho. Mas nunca tive a certeza de que ele iria de fato se tornar realidade, por muitos motivos diferentes. Minha mãe sempre disse que gostaria de ter tido essa experiência e que faria de tudo para poder me proporcionar isso. E de fato, aqui estou há uma semana e meia começando a viver um sonho de estudar e morar na Europa. Mais precisamente na Itália, um país rico em cultura e com um povo muito amigável e receptivo.

Estou morando em Bologna e vou cursar Design de Produto na Alma Mater Studiorum, a famosa Università di Bologna. Conhecida como a universidade mais antiga do Ocidente, tem atualmente cerca de 82 mil alunos. Ela é dividida em várias escolas que estão espalhadas pelo centro histórico. A cidade é tomada por jovens, em sua maior parte universitários, que vieram para cá fazer um curso de graduação ou mestrado. A vida é tranquila e muito cultural, a cidade conta com uma grande quantidade de museus e monumentos históricos belíssimos.

Por enquanto eu ando passeando pela cidade, minhas aulas só começam no final de fevereiro na escola de engenharia (sim, design aqui fica dentro da engenharia).

Lembro que nos primeiros dias o meu único desejo era de desbravar a cidade e conhecer os inacreditáveis palazzos que ela tem a mostrar. E mesmo sem companhia passei algumas tardes no centro histórico buscando entender um pouco da sua história. Devo dizer que, mesmo uma semana e meia depois ainda tenho muito a descobrir. Fiz amigos (isso já é um bom começo para passear por aí) e agora todo dia é motivo para comemorar.

Finalizo esse primeiro relato com Bologna vista de cima (fotos feitas após subir 500 degraus de uma das torres mais famosas da cidade). Depois eu conto um pouco mais sobre a história delas.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.