Finanças aplicadas a satisfação diária

Quando lemos sobre economia e planejamento financeiro só sentimos culpa pelos nossos gastos. E começamos a pensar no que devemos cortar.

A uns anos morando longe dos pais aprendi algumas coisas sobre organizar meus planos e meu dinheiro de forma a não achar que estou me deixando de lado para esperar pelo futuro.

Ficar esperando uma recompensa que não se sabe quando chegará vai te deixando depressivo. Então eu criei alguns métodos para me recompensar pelo trabalho e sentir que vale a pena continuar firme nos planos financeiros.

Primeiro, faço uma lista de desejos, sem restrições, coloco nela tudo que passa pela minha cabeça em possuir. Como um patins, uma roupa nova, um quadro novo, coisas que eu precisaria me planejar para comprar. E me mantenho próxima dessa lista para nunca esquecer de atualizá-la e me lembrar das coisas que quero.

Também faço uma lista de coisas que necessito, por exemplo: uma calça jeans nova, um hidratante que acabou, trocar o celular que já não funciona tão bem. Assim eu acabado não gastando por impulso com alguma coisa que eu vejo na rua, porque sei que é melhor chegar em casa, olhar minha lista e comprar uma coisa realmente importante. Sinto que gasto melhor o meu dinheiro, pois não estou sempre com a sensação de que não estou precisando de algo. É recompensante e ainda consigo juntar dinheiro focada na lista de desejos.

Meu objetivo é riscar da lista de necessidades pelo menos uma coisa por mês. E uma coisa da lista de desejos pelo menos de 3 em 3 meses. Mais para que isso funcione é preciso que você rastreie para onde seu dinheiro esta indo e ter muita noção dos seus limites mensais.

O foco aqui é você não se esquecer do que quer e não acabar gastando seu dinheiro em algo banal ao invés de comprar algo duradouro e que vai lhe servir muito mais. Digo isso porque, por várias vezes, deixei de gastar R$40 reais em um sanduíche quando eu não estava com fome para poder comprar algo realmente útil.

O importante é você saber se planejar em diferentes níveis. Reconhecer suas necessidades a curto, médio e longo prazo ajuda a usufruir seu dinheiro de forma que você sinta o valor do seu trabalho a cada dia. Se sentir recompensado em quanto planeja algo maior dá a sensação de não estar jogando tempo fora. Pois a vida é muita curta para comer a sobremesa depois.