Depois de 7 anos, vou sair do armário de novo
Gustavo Godoy
1908

Adorei o seu texto, Gustavo! Não podendo ser quem eu era, também me afastei. Achei que seria livre me distanciando de tudo que me impedia.

Fui para longe viver a minha verdade e passei a agir de acordo com o meu coração e com a minha consciência. Não dava mais para encarar uma realidade que não era minha.

E de repente ficou tudo bem. Por algum tempo ficou tudo bem. Sem o olhar crítico dos outros, pude finalmente ser inteiro.

Até que o meu passado voltou a me corroer. Assim como você, já tinha saído do armário algumas vezes, mas algo ainda me incomodava.

E aqui estou! Em mais uma saída do armário. Nesse eterno processo de amor próprio e aceitação. Abraços.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.