nem todo relacionamento é a dois

e fui dispondo
ale ato ria mente
os objetos pelo chão

polaroide manchada de cerveja
camiseta de banda avant garde
desenho despensado que você fez no meu livro de inglês

eles se encaixavam
feito peças de um quebra
cabeças vazio

uma barba ensopada de sangue
panfleto uruguaio que você não comprou pra mim mas
me deu mesmo assim e conchas

objetos abjetos
agrupados e deslocados
eram bússola

canetas de nanquim
ingressos da sorquestra ninfônica sabrileira
bloquinho que pegamos num curso que nem cheguei a fazer

apontava ao sul e
no mapa eu vi
traçava o nosso amor
do começo ao meio e fim
você ali em cada
um em todos, um

em cada postit
em cada meia perdida
em cada livro de fotografia

era você
só você
você