A estrutura geral do universo e a verdade sobre o dia que você partiu

Artista: Egon Schiele

Porque o dia em que você se foi eu me consolei ao pensar que o mundo é energia.

Que a sua partida foi apenas uma transmutação da atmosfera , e que aquele passo para fora do meu perímetro não era um desastre natural.

Então eu segui pelos dias pensando que de alguma maneira as moléculas da sua pele ainda ressoavam nas minhas células, e que as partículas da sua saliva ainda se misturavam com as minhas, apenas fazendo uma dança mais silenciosa que não podemos ver.

A verdade é que partidas não são despedidas, nada se despede de fato, apenas se transforma em matéria-memória- energia , uma espécie de tatuagem cósmica que levamos invisível no peito saudoso.

Então te carrego como matéria física-química , ainda seguro sua mão pela Paulista e ainda tenho o desenho das suas digitais no meu peito

nos meus nervos

no meu travesseiro.

E te levo por aí como a brisa leve, que traz aquele perfume saudoso, que só a gente reconhece.

Like what you read? Give Beatriz Felix a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.