como os rostos que passam por mim todos os dias e eu não consigo lembrar depois

o teu que virou borrão na minha mente

tal como as tintas que eu costumava misturar

achava que aquilo era tudo arte

no fim me enganei

assim como me enganei com o que achava que era você

mas, ao menos com as tintas, eu podia rir de tudo depois

com você, era apenas a dor

do desamor.