Quem não sonhou em ser uma jogadora de futebol?

Sobre quem apaga nossas pequenas chamas Olímpicas

Que eu não seja hipócrita, ganhar é maravilhoso. Ver o seu trabalho de anos ser recompensado com uma medalha no peito, um orgulho para família e uma sensação gostosa de reconhecimento é sensacional. Mas a máxima dos esportes é isso: alguém tem que perder pra alguém ganhar.

Tem jogo que a gente perde com raiva. Bate na parede, quebra copo do bar, grita com o amigo (ok, nem todo mundo, mas eu sim). E tem jogo que a gente perde aplaudido, de cabeça erguida. O que muda de um estado para o outro é a certeza que você deu o seu melhor.

Com os olhos marejados e a voz rouca de tanto gritar, eu vi mulheres dando raça para manter seus sonhos e os nossos vivos. Mergulhei dentro daquele estádio e lembrei dos meus sonhos de criança, onde um dia, em um universo paralelo, estariam todos na plateia gritando meu nome. Eu nunca trabalhei nesse sonho, eu nunca fiz nada pra ele ser possível, aos pouquinhos, junto com a minha inocência, ele foi morrendo, iam falando pra mim que futebol não é esporte pra mulher praticar (e nem comentar), mulher pode assistir, e olhe lá.

E veja bem, ~parece que o jogo virou não é mesmo?~.

A gente vai disputar um bronze, as meninas sem patrocínio estão na mídia. E agora, o que vocês vão fazer com isso? Vai ser só agora e acabou? Futebol feminino depois das Olimpíadas só nas de 2020? Eu quero que as Martas, Barbaras e Formigas do futuro tenham a mesma estrutura e suporte que um Neymar.

Essas já são as Olimpíadas da visibilidade.

Eu tenho certeza que em algum lugar do Brasil, uma Martinha do futuro viu os dribles de nossa rainha e dentro dela uma pequena chama deve ter acendido. Pra manter essa chama acesa não existe PM que a proteja, afinal o mandato de prisão pra quem tentar apagar essa chama vai pra quem? A sociedade apaga nossas chamas por esporte diariamente. A sociedade, o Estado, a mídia. Chegar onde nossas guerreiras chegaram é correr diariamente com essa tocha na mão, mas sem proteção, e com todos tentando apagá-la.

O grande legado das Olimpíadas para nós mulheres é a sensação de poder fazer parte do mundo dos esportes. É nesse legado que temos que nos agarrar e não deixar essas chamas se apagarem, o futuro é hoje. Obrigada meninas!