Faça um esforço para ouvir

Esse ano foi, sem dúvida, sensacional. Embora haja muitas reclamações políticas e econômicas, muitas preocupações, foi um ano de muito aprendizado. ( Já que não ficamos ricos, pelo menos ficamos felizes por ter aprendido algo)

Esse ano ingressei em uma universidade para cursar Jornalismo. Confesso que nunca me imaginei um jornalista, porém, assim que comecei a frequentar as aulas, isso mudou.

O jornalista precisa, antes de tudo, aprender a baixar a cabeça e escutar.

Mudei muito com isso, acredito que evoluí, porque aprendi a ouvir as pessoas. Cada um de nós tem sua rotina, tem sua história pra contar, tem o seu universo. Acabei fascinado pelo curso.

Prestar atenção no que os outros têm a dizer— coisa que eu não fazia antes. Temos aí o maior aprendizado do ano.

Por que eu digo isso? Porque somos adestrados a essa condição de não nos preocuparmos com o que os outros tem a dizer. Talvez seja instinto, precaução, medo. Pode ser.

Além de aprender a ouvir, aprendi a ler o que os outros têm para transmitir. Esse ano conheci o Medium e, caro leitor, francamente, que descoberta.

Aqui no Medium ninguém é poeta, nem filósofo, nem crítico literário, nós somos pessoas comuns querendo contar algumas histórias e ler algumas histórias. Apenas isso. E é exatamente esse o charme da coisa.

Aprender a ler, aqui no Medium, fez-me descobrir muitos talentos espalhados pelo Brasil. Aprender a ouvir, fez-me conhecer mais pessoas e consolidar algumas amizades.

2016 nem acabou, mas, ao meu ver, tem sido um grande ano.

Vamos anotar aqui sobre 2016: aprendi a ler autores aqui do Medium, aprendi a ouvir mais as pessoas em minha volta e aprendi a ser um otimista.

Mas que baita legado, tchê!


Quer trocar uma ideia? Facebook ou pelo

email: thiagodeloretotreichel@gmail.com

Se você curtiu essa publicação e quer que chegue a outras pessoas aperte o S2