Mais uma noite sem você aqui do meu lado. Você não sabe o tamanho da vontade de ter você aqui comigo. Um vazio ao lado a espera de ti. Um travesseiro confortável e um lençol para te cobrir. E claro, eu deitado bem próximo de ti. Pediria para que você virasse para mim e deitasse sua cabeça em meu peito. Com meu braço esquerdo eu te puxaria para mais perto, como se quisesse que você deitasse sobre meu corpo. Com a mão direita eu fazeria um cafuné em ti. Falaria palavras fofas e talvez engraçadas para ganhar um daqueles seus sorrisos que eu tanto amo. Contaria um pouco sobre meu dia e pediria pra você falar sobre o seu. Estando cansado ou não, eu me esforçaria para interagir com ti. Quando seu sono chegasse, nós nos aconchegaríamos em nossos lugares. Essa seria a hora que eu ficaria em dúvida entre virar e dormir de costas pra ti ou dormir te abraçando… Certeza que eu escolheria a segunda opção. Por que eu gosto de ti? Também, mas eu escolheria pois eu não saberia se iríamos repetir isso novamente. Mas como você sabe muito bem, eu sou super tímido, então eu teria que pedir para ti. Acredito que você falaria ‘claro amor’. Por fim, eu te abraçaria colando nossos corpos. Sabe esse é meu sonho, e se acontecer eu espero não acordar nunca. E no dia seguinte eu acordaria bem cedo, prepararia um bom café da manhã pra ti e te lavaria na cama. Te acordaria com leves massagens na sua face e um beijo na bochecha. Assim que você abrisse os olhos eu dizeria: ‘bom dia amorzinho’ e daria aquele sorriso bobo que você gosta. É, eu sei que vai demorar pra isso acontecer. Mas eu espero que não demore muito. Você não sabe o quanto faz falta a sua presença.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bernardo Carter’s story.