Só se não for pedir demais

E se não for pedir demais, não fecha a porta

Não ainda.

Não me olha com essa cara de despedida,

que eu sei, não chegou no fim.

Mas se você tiver que ir,

se realmente não puder ficar aqui,

que seja temporário.

Não precisa deixar data, nem horário.

Ainda assim vou esperar.

Vou te receber com um abraço,

daqueles que no meio eu sempre falo:

“você sabe que eu não quero te soltar!”

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Betty Jacobs’s story.