Você é ponto final e eu sou reticências. E como a maioria das pessoas, colocaremos a culpa nas diferenças. Você dirá por aí que foi melhor assim, enquanto eu vou sorrir, balançar a cabeça em silêncio como quem diz “deixa quieto, não vamos tocar no assunto”. Você vai sair pra beber, esquecer, desestressar, até ver minha foto no teu celular. Aí você vai chegar em casa, entrar no quarto e com o auxílio do teu trago, vai ver meus rastros pela cama, pelo chão. Vai vestir minha camisa que você usa pra dormir e lembrar quando eu a vestia e deitava do teu lado, bem ali. Vai abraçar o travesseiro onde eu encostava minha cabeça enquanto meu cabelo te fazia cócegas durante a noite inteira. Vai sentir raiva e vontade de ligar, mas nós dois sabemos, você não vai ligar. O teu orgulho vai ser teu companheiro diário, e o que mais te incomoda é saber que eu estou no mesmo lugar esperando teu abraço.