esse sol tão forte é um sol de morte

gosto da beleza estética dos nomes palindrômicos

dos profundos olhares oceânicos

gosto do ser e do estar

mergulhar no amar

no foder

mergulhar no amar

no foder


a potencialidade do ser humano

é celebrada todos os dias na mística dos crimes bárbaros

incessantemente televisionados

até que todo agir seja uma culpa

e toda culpa seja um agir


toda ideia é luta

toda ideia é bruta

toda ideia é faca

não cabe na lata

não cabe na lata


observemos nossas mortes repetidas mil vezes

através do telescópio de nossas almas

disseram que era tolice lutar por nossos símbolos

e ficamos parados pálidos

embevecidos

mas agora é a história que nos consolará

no futuro que achamos que devemos ter