Impressões do mercado imobiliário Brasileiro

Chegou o momento tão esperado, é a hora de comprar o tão sonhado imóvel.

Logo no início surgem muitas perguntas, por onde começamos a procurar? Vamos procurar os sites das imobiliárias da cidade alvo e verificar os preços e fotos.

Essa é a hora em que começamos a entrar naqueles sites horrorosos em que as fotos dos imóveis parecem ter sido tiradas por macacos bêbados e começamos a achar estranho.

Por que será que é tão difícil fazer essa busca?

Porque os sites que reúnem várias imobiliárias tem preços mais altos do que no próprio site da imobiliária?

Mesmo com a tecnologia dos dias de hoje porque parece ser impossível filtrar exatamente o que queremos!

Bom, então vamos entrar em contato com as imobiliárias, tentar achar o que buscamos. Talvez elas consigam encontrar mais facilmente!

É ai que aparecem os amados corretores. Aqueles caras que você explica o que quer e ele te leva no imóvel que é exatamente ao contrário.

Ele não parece entender. Ele te leva em um apartamento que ele acha que tem garagem e na hora não tem porque ele não fez o trabalho dele direito.

Ele te leva no imóvel que fica no pé do morro.

Ele é o cara que acha que você não vai perceber a infiltração.

Mesmo sabendo que você não vai comprar ele quer te forçar a ver o imóvel.

Ele esconde tudo de você, não pode falar ainda o endereço, é segredo!

Ele te joga pra baixo, fala que você nunca vai encontrar o imóvel que quer pelo que pode pagar!

É aquele cara que deveria ser seu parceiro e te ajudar a realizar seu sonho mas ele prefere mentir ao máximo, te fazer perder tempo e perder o tempo dele também.

Depois dessa saga de mentiras e jogadas que parecem saídas de uma série de televisão você finalmente encontrou o imóvel perfeito.

E agora? Como fazer para comprar? Como verificar se a documentação está correta?

Ai vem novamente o corretor fofo e te avisa que você tem até amanhã para dar uma resposta e um sinal porque ele já tem outro comprador interessado e vc vai perder o imóvel perfeito que achou depois de tanto custo.

Ele te pressiona e faz de tudo para que vc assine logo passando tanta confiança que você tem certeza absoluta que tem problema.

Não adianta desistir desse e ir para outro, se tiver uma imobiliária por trás do negócio ela vai te botar a maior pressão possível e te passar a pior impressão que ela conseguir mostrando que tem problemas. (Talvez seja o que eles queiram, mesmo que esteja tudo certo eles gostam muito desse jogo)

Então vc começa a estudar, entender tudo que envolve uma compra, quais são os riscos e como você faz para ter segurança. Não pode ser tão difícil fazer um negócio desse com segurança.

Aí vc decide contratar um advogado que vai te orientar e decide tirar toda a documentação do imóvel antes de comprar.

A imobiliária pressiona fala que não vai esperar outra pessoa vai comprar.

No fim a imobiliária ferra com você, ferra com o proprietário e perde muitos clientes mas o que eles gostam é tirar o máximo que puder, não importa o dia de amanhã, não importa quantos clientes ele vão perder.

No final não consigo entender qual o trabalho da imobiliária, ela não tira boas fotos, não mostra direito o imóvel, não garante a documentação do imóvel, não garante que o comprador pode comprar. No final ela recebe 10% do valor do imóvel por todo esse trabalho imenso que ela teve.

Muito justo, não?

Uma dica para o comprador, a documentação toda tem que ser tirada antes, não importa a pressão. Eu digo toda, não confie em ninguém para saber qual é toda a documentação, ninguém vai fazer isso por você, não importa o quanto vc pague para advogado nenhum, ele vai esquecer alguma coisa. Estude, se informe, garanta vc mesmo o seu patrimônio.

A dica que dou para o vendedor é ter toda a documentação do imóvel em mãos, pedir ao comprador uma aprovação do financiamento e se possível não utilizar o serviço de nenhuma imobiliária. Até hoje não descobri nenhuma que tenha boas opiniões.

Está na hora do mercado imobiliário brasileiro evoluir.

Está na hora do brasileiro evoluir, ter uma educação financeira e cuidar dos seus próprios negócios.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.