5 Formas de aumentar a produtividade da sua equipe (e o que não fazer!)

A produtividade da sua equipe afeta os resultados do negócio. Quanto mais produtividade, mais clientes, vendas, entregas, atendimentos. E, claro, maior faturamento! Para completar, uma equipe produtiva também permite reduzir gastos, por exemplo, com horas extras.

Você sabia que a produtividade da sua equipe tem tudo a ver com a motivação? Sim, se você quer uma equipe altamente produtiva, primeiro deve elevar o grau de motivação dos seus colaboradores. Não existe uma fórmula mágica, mas existem sim algumas boas práticas, além de algumas ações que o gestor pode evitar. Quer saber quais são elas? É só ler esse post até o fim!

Boas práticas para motivação e produtividade

Entender as expectativas dos colaboradores

Para motivar e aumentar a produtividade da sua equipe, você precisa atender suas expectativas em relação ao trabalho. O problema é que muitos gestores pensam que sabem o que os funcionários querem, mas passam longe de acertar. Então, é fundamental entender as expectativas dos colaboradores e, para isso, comunicação é essencial.

No entanto, nesse caso, ouvir os colaboradores é mais importante do que falar. Esteja atento para as manifestações deles em relação ao que poderia melhorar na empresa. Nem tudo poderá ser feito, mas o próprio fato de receber atenção genuína dos gestores já promove um efeito positivo no desempenho da equipe.

Melhorar o ambiente de trabalho

Um ambiente de trabalho ruim desmotiva os trabalhadores e prejudica sua produtividade. Não estamos falando apenas do ambiente físico — que certamente é importante — mas, também, do ambiente humano.

Se existe muita disputa, fofocas, formação de panelinhas, discriminação entre os colaboradores, o moral de todos cai. O gestor tem um papel essencial em fomentar um ambiente positivo, no qual as diferenças sejam resolvidas de maneira construtiva. Quando for o caso, também cabe ao gestor identificar as pessoas que disseminam discórdia e, se necessário for, retirá-las da equipe.

Promover a comunicação

Falta de comunicação, especialmente entre os colaboradores e os gestores, é muito ruim para a motivação e a produtividade. Se um colaborador nunca consegue falar com seu gestor, a sensação causada é de que ele não é importante, o que provoca insegurança e descontentamento. Com esses sentimentos negativos, não dá para esperar que ele seja muito produtivo.

Para evitar que isso aconteça, o gestor precisa incluir, na sua rotina de trabalho, o tempo necessário para se comunicar diretamente com a sua equipe. Mesmo que você esteja ocupado com tarefas específicas, seus funcionários não podem ser esquecidos.

Envolver a equipe com a missão da empresa

trabalho de equipe

Toda empresa possui uma missão, que vai além da geração do lucro; ao mesmo tempo, os profissionais querem sentir que seu trabalho tem um propósito maior do que o salário no fim do mês. Assim, uma excelente maneira de motivar a equipe e, portanto, aumentar sua produtividade, é engajando todos com a missão da empresa. Se seus colaboradores abraçarem a missão, certamente vão trabalhar mais para “fazer acontecer”.

Vale a pena lembrar que a missão é uma declaração honesta da principal intenção da organização; é importante trazer para o time apenas pessoas que estejam engajadas com ela. Por esse motivo, as empresas atualmente desenvolvem processos de recrutamento e seleção que permitem identificar candidatos que se identificam com sua missão.

Incentivar competitividade saudável

Uma dose saudável de competitividade promove a motivação e estimula seus colaboradores a serem mais produtivos. Afinal, quem não gosta de ser visto como “vencedor”, especialmente se houver alguma recompensa? Essa é uma prática particularmente eficaz em equipes de vendas e atendimento ao cliente, em que o trabalho tende a ser mais individual.

O papel do gestor é propor metas para desafiar a equipe e, ao mesmo tempo, assegurar que essa prática não prejudique o ambiente de trabalho.

E o que deve ser evitado?

Provocar competitividade excessiva

Enquanto a competitividade em si não é negativa, se for excessiva, ela coloca os colaboradores uns contra os outros. Assim, o ambiente de trabalho torna-se um campo de batalha, e ninguém pode aguentar essa pressão psicológica por muito tempo sem reflexos (ruins) no seu desempenho.

pessoa preocupada

Tratar os colaboradores como “peças”

Talvez uma das piores práticas de gestão em geral seja tratar os colaboradores como peças de um mecanismo, isto é, elementos substituíveis. Em resposta a esse tratamento, o colaborador enxerga sua relação de trabalho como instável e, portanto, não existe motivo para se dedicar muito a ela.

Um profissional que conhece o próprio valor apenas compromete-se com a relação de trabalho na mesma medida que o seu empregador. Por isso, se você quer funcionários motivados e produtivos, precisa valorizá-los como indivíduos.

Adotar processos inchados

Empresas altamente burocráticas ou ineficientes, em que os processos são inchados com etapas desnecessárias e repetitivas, podem ver a equipe ficar rapidamente desmotivada. Afinal, os colaboradores sentem que poderiam ser melhor aproveitados com processos mais enxutos.

É uma situação estranha, pois os funcionários gostariam de produzir mais, enquanto a própria empresa cria obstáculos para isso. Ainda assim, é um cenário bastante comum, causado pelo apego a velhas práticas e o medo da inovação.

O Líder Coach

O gestor tem um papel central para aumentar a motivação e a produtividade da sua equipe e, portanto, deve desenvolver uma liderança capaz de estimular essas características. Um perfil de liderança que obtém excelentes resultados é o “líder coach”.

O líder coach é aquele que ajuda seus liderados a atingir o pleno potencial. Para isso, utiliza ferramentas e técnicas de coaching. O resultado não é apenas momentâneo: o desenvolvimento dos colaboradores gera efeitos no longo prazo. Além disso, não beneficia apenas a empresa como, também, os funcionários.

Alguns aspectos essenciais do trabalho do líder coach são conhecer bem a equipe e estabelecer uma comunicação consistente e profunda com os colaboradores. Autoritarismo e formalidades excessivas não fazem parte dessa liderança.

O Sebrae oferece uma capacitação especial voltada para o donos, gerentes e gestores de microempresas e empresas de pequeno porte: o Líder Coach, do Programa Sebrae Mais. Ficou interessado(a)? Descubra aqui como participar!

Quer aprender mais sobre como aumentar a produtividade da sua equipe? Inscreva-se na newsletter do Sebrae ES e receba nossos conteúdos exclusivos em seu e-mail.


Originally published at Blog Sebrae ES.