Quem diria Seu Nélio — Parte 3

foto: Everton Vila

Ao virar para direita voltando em direção a quermesse da Dona Branca, viu alguém com o mesmo vestido rosa florido subindo em uma carroça. Lá estava a sua musa. Correu mais uma vez e ao chegar só conseguiu dizer. “Você é linda”. Até porque tava quase sem fôlego para dizer alguma coisa. O pai da menina percebeu e mandou todas as três filhas subirem logo. Rapidamente deu ordem para o cavalo galopar e quando estavam indo Nélio disse:

– Qual o seu nome?.

Uma das irmãs da menina gritou:

– Ela se chama Cecília Maria da Silva!

A garota ficou muito tímida e tapou a boca da irmã para ela não falar mais nada. E foram as três rindo sem parar e o pai, muito contrariado, junto com a mãe que tentava acalmar a fera.

“Cecília Maria da Silva, tenho que ver você de novo”, pensou Nélio. Ele estava realmente apaixonado e determinado a encontrar sua amada de qualquer jeito. Ficou o dia todo a pensar em Cecília. Nem ligou para as festividades da cidade. Vendo que Nélio não estava se divertindo, Raimundo dá um tapinha nas costas do amigo e pergunta:

– Ô Nélio! O que tu tem? Parece que tá longe.

Nélio leva um susto, volta para a realidade e diz:

-To longe mesmo, seguindo Cecília.

– Quem é Cecília?

– A menina que me viu cantar. Cê não viu?

– Não. Ela era bonita?

– Vixe. Danada de linda. Uma formosura que só vendo.

– É daqui?

– Acho que não. Pior que não sei aonde ela mora.

– Ah! Pergunta para o padre Venâncio. Ele conhece Deus e o mundo.

– Ele realmente conhece “Deus” e o mundo, hehehehehe.

– Então, fala com ele que ele vai te ajudar.

Nélio então tratou de acordar bem cedinho no dia seguinte, ajudar a mãe na horta, o pai na roça, tirar os leites das vacas para depois seguirem até a mercearia do Seu Luis. Passado aquele susto das pragas, Damião pode voltar com os afazeres do campo. Luis até tentou convencê-lo a continuar trabalhando na mercearia mas Damião disse que seu lugar é na roça. “O cheiro de terra me anima. É mió que cheiro de café fresquinho”, disse.

Terminado as tarefas da manhã, Nélio e seu pai seguiram para cidade. Entregou tudo para Seu Luis e foi correndo para a igreja. Disse para o pai que era para agradecer pelas pragas não terem mais voltado mais desde aquele triste episódio. Mal sabia o pai que ia fazer um padre virar cupido. “Espero que não seja pecado”, pensou o rapaz.

Chegando na igreja, o Pe. Venâncio estava terminando a missa das oito horas. Nélio ficou lá no fundo esperando acabar e aproveitou para rezar e pedir a Santo Antônio que fizesse encontrar sua bela Cecília. Santo Antônio era o santo casamenteiro e se funcionava com as moças, por que não funcionar com os rapazes também?

Pe. Venâncio deu a benção final e as pessoas foram saindo da paróquia. Nélio foi se aproximando, deu bom dia ao padre, pediu a benção e foi direto ao assunto:

– Padre, o senhor, por acaso, conhece uma menina chamada Cecília Maria da Silva?

– A Cecília da família do Seu Waldir mais Dona Rita e suas três filhas?

Nélio não sabia o nome de ninguém da família. Será que era essa a sua Cecília?

– Bom, ela estava ontem na festa de São João. Usava um vestido rosa florido, tem cabelos pretos e bem lisos e usava uma fita branca na cabeça.

– Pois é essa a Cecília. Antes de ser padre daqui trabalhei muitos anos na Igreja da cidade dos Silva. Vi Cecília nascer. Na semana passada falei da festa de São João para eles e resolveram dar uma passada aqui.

– Então é ela! Onde ela mora? Qual o nome da cidade?

– Por que você quer saber disso, meu filho?

– Bem, é que…sabe….humm….o Seu Silva quer comprar o nosso leite e ele acabou se desencontrando comigo mais meu pai e não acertamos o negócio.

– Nélio, Nélio. Mentir para um padre dentro de uma igreja é um pecado muito grave.

– Ta certo padre Venâncio. Me apaixonei por Cecília. Ela é a menina mais linda que já vi.

– Menino, você realmente está apaixonado? Já ouvi falar dos seus namoricos. Ela é moça prendada e de família.

– Não padre! Eu realmente estou apaixonado. Mais que isso, estou amando.

– Vejo a sinceridade em seus olhos. Vou falar o nome da cidade onde vive os Silva mas espero que não me arrependa.

– Serei o cavalheiro mais cavalheiro desse mundo!

– Olha lá. Bom, ela e a família moram em Mariana. Chegue lá e pergunte por Seu Waldir da Silva

– Muito obrigado Pe. Venâncio.

– Juízo meu filho! Deus está de olho!

Nélio decidiu que depois da escola iria em Mariana procurar por Cecília. Não via a hora. Mas tinha que pensar em alguma coisa para despistar a família. “Como vou convencê-los a ir até Mariana?”. Resolveu buscar a ajuda do seu bom e velho amigo Raí.

Clique aqui e leia a Parte1 e aqui para ler a Parte 2.