As 5 Essências - Conexões

Esses textos estão baseados no enunciado do Princípio da Dinâmica Espiritual que diz:
“Todo Ingrediente num Ciclo estabelece uma Conexão que desenvolve uma Trajetória que se completa num Multinível”

Hoje neste terceiro post, vou compartilhar um pouco da minha experiência espiritual para que você possa compreender o que eu vivi , e se inspire, para aplicar as verdades ao seu contexto e construir a sua história e o seu testemunho na dimensão espiritual.

A nossa história começa a ser escrita no ventre, o doador da vida, também é o criador dos ingredientes, e garante que a nossa primeira conexão através do cordão umbilical supra de energia a nossa vida incipiente.

Quando a mãe não se importa com seus cuidados e alimentos o feto sofre porque não está conectado pelo wifi do ambiente… Se o cordão transmite pouco, pois cada um transmite o que tem, o feto recebe pouco. O nascimento acontece refletindo o estado da conexão. Os sentimentos de não ter sido desejado pode ser visto em muitas vidas marcadas pela rejeição, vivendo uma existência instável e sempre muito vulneráveis na sua condição emocional.

Eu sou gêmeo de uma menina, e por ter um irmão mais velho, a expectativa era de que viesse a menina para compor o casal. Típico pensamento dos anos 60. Num tempo sem ultra-som e imagens que pudessem dizer o que se passava no ventre, minha mãe só soube na hora que eram dois. Já tinha saído uma menina, mas depois de 3 minutos o médico gritou: — Espera aí que tem outra cabeça aqui… minha mãe achou que era um monstro de duas cabeças, ela tinha tomado talidomida e estava com medo do parto, que se dizia causava deformações, mas lá estava eu, mais forte do que minha irmã, que ficou no hospital, enquanto eu ia pra casa.

Vim a luz, mas ficou a sombra… meu irmão mais velho, e não custou muito tempo para que minha mãe descobrisse que ele tentava colocar o batedor de bife por entre as grades do berço para tentar acertar minha cabeça…

Minha conexão com meu irmão só foi completamente resolvida, aos 14 anos, quando vivi uma forte experiência, do que seriam sucessivos aprendizados num andar com o Espírito Santo, que naquele dia colocou uma marca de fogo na minha mente e nos meus lábios para transformar o modo do porque eu sofria com as coisas. Algum dia vou lhe contar todas as estranhezas que sofria a mais marcante sendo um adolescente e ainda fazendo xixi na cama…

7 anos antes eu estava sentado num banco de uma igreja Batista, e a professora contava a história de Jesus, quando ela colocou no flanelógrafo azul a figura de um menino sendo crucificado e disse: — Jesus fez isso no seu lugar, eu senti uma lágrima quente rolar minha face… eu era tocado por um amor que fez por mim o que ninguém poderia fazer… a tia auxiliar do cultinho de crianças disse para mim: — Não chora, isso vai passar… Graças a Deus, até hoje não passou e ser tocado e alcançado por um amor incondicional tem sido uma das minhas maiores alegrias em meio aos desvios, quando andamos contrários ao que estava escrito.

7 anos depois eu estava em Israel e no dia em que completei 21 anos, tive a maior experiência da minha vida, que iria moldar e definir os ciclos dos meus próximos 33 aniversários… Ciclo completo que eu experimentei dos 22 aos 55 que completei a pouco mais de 70 dias atrás, num ano que acabou a 12 dias, e exatamente quando digito essas linhas estamos com 7 minutos deste novo dia, mas não se importe com tantos números, é apenas um registro da minha experiência.

Conexão é o passaporte para um novo dia.

Você só terá um novo ano se seus pensamentos forem novos e se a sua comunicação refletir essa novidade. Esse reflexo estará evidente nas suas palavras de Amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio, a essência do fruto do Espírito. Esse é o desafio para se conectar com o novo espírito que o menino da manjedoura percorreu até a cruz para nos disponibilizar. Feliz conexão que transforma a sua história com a marca de um novo nascimento. As reformas de 2016, vão levar você a contar 43 de Dezembro… a novidade deste espírito de ressurreição vai devolvê-lo ao 12 de Janeiro. Não seremos novos, conectados com remendos, mas seremos renovados em nosso espírito e pensamento, quando decidirmos que não há mais tempo para se conformar, o que precisamos é de uma nova forma... sempre nova, sempre em forma…

Pensamentos mais altos vão definir caminhos mais altos, aliás tudo o que vem do alto, conecta perfeitamente a sua vida. Chegou seu tempo! Preparado para viver o novo? Disposto a jogar o velho fora? Não há saída sem o novo.

No próximo post vamos falar de Ciclos, o perfeito tempo que determina as transformações. Espero você pronto para me contar das suas experiências. Eu vou continuar a contar as minhas, elas testemunham a vitória do novo contra o velho, que em sua vida também seja sempre assim!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.