Porque nos sentimos tão sozinhos?

A atenção não é mais um ingrediente em nossas vidas.

Eu tenho, no momento que escrevo isso, 2.516 amigos, 332 seguidores, 7.214 pessoas seguindo minhas fotos e centenas de grupos no Whatsapp. Recebo convites de jogos todos os dias. Minha foto mais popular tem 203 “curtidas” e mais comentários que eu receberia se a mostrasse para minha família.

E porque me sinto tão sozinho?

Para responder essa pergunta eu andei lendo alguns artigos, (como este: Como o Facebook pode aumentar nossa baixa-estima/narcisismo/ansiedade — em inglês) e vendo alguns vídeos por aí.

Segundo esse estudo, que enfatizou os resultados do uso excessivo do Facebook, e foi conduzido por cientistas escoceses da Edinburgh Napier University, concluiu-se, entre outras coisas:

  • 12%, dos usuários estudados, disse que o Facebook os deixaram mais ansiosos;
  • 30% disseram que se sentiam culpados por terem rejeitado pedidos de amizade;
  • Muitos disseram que se sentiram pressionados para checar suas atualizações de status;
  • Muitos não gostaram das diferentes regras de etiqueta online para diferentes amigos e gostariam de ser tratados iguais.

Isso gera pressão, diz o estudo, mantendo os usuários em um estado de “limbo neurótico”, semelhante ao vício em jogos, quando as pessoas ficam sempre esperando a próxima coisa boa acontecer.

Será mesmo que “somos uma geração de idiotas, com telefones inteligentes e pessoas burras (…)“ ?

A atenção não é mais um ingrediente

Ainda perco mais tempo olhando minha timeline do que conversando com quem, talvez, se importe comigo. Vejo o mundo por uma tela e focado em meu próprio umbigo. Tento falar usando figurinhas porque tenho medo de ligar pra alguém.

Curto fotos e vídeos de paisagens, mas ignoro a vista da minha janela.

Ela me responde com uma mensagem porque tem vergonha de me ligar e me dar um fora. Meus amigos se falam mais por mais mensagens do que saem pra jogar bola. O tempo nunca é suficiente.

O que eu devo fazer para não ser tão solitário? 
A companhia que eu queria de verdade está perdida em algum comentário. Seria esse sentimento só meu ou compartilhado por todos?
Mais uma noite e estou vagando por vídeos e fotos.

São tantos eventos que me sinto pressionado.
São tantas conversas que me sinto acelerado.
São tantos amigos que me sinto popular.
São tantas palavras que não sei pra onde olhar.

O que aconteceu com nossas vidas? 
Viraram posts e curtidas? 
O que aconteceu com o flerte? 
Viraram corações no Tinder? 
Onde foi para o papo sem limite?
Virou, ele, um tweet?

E assim td ficou < A ansiedade eh > 
No skype falo c/ meus pais
O — virou +
E assim acaba S tempo, s nada Sozinho e na correria

Pera, toh s bateria…


Originally published at www.muchomacho.com.br on October 27, 2014.