Para que (e a quem) serve o atual jornalismo de games brasileiro?
Felipe Pepe
71156

Ótimo texto! Mas algumas correções, o nosso país, não é o do League of Legends. É do Counter-Strike, ou ainda melhor, eSports num geral. E não é só apenas no Brasil isso, é em todo o mundo. 
 O eSports junto com a incompetência dos estúdios de jogos, estão destruindo esse mercado de games. Podemos contar NOS DEDOS quantos jogos foram REALMENTE BONS ano passado. E quando é um jogo MUITO BOM, ele é EXCLUSIVO de um console, o que torna completamente inviável tu ter um console pra cada jogo que tu queira jogar, chega a ser rídiculo hoje em dia. Ou melhoram isso de existirem EXCLUSIVOS, ou assistam o cenário morrer, porque hoje em dia, até o jogo MAIS CASUAL DO MUNDO, que é FIFA (Ou PES, ou CoD) tem cenário competitivo. 
 Querendo ou não, é culpa da própria indústria incompetênte :) (claro, sem entrar no mérito de valores/custos/etc). É uma indústria que se suicida com as competições, e cada vez mais, os números irão diminuir. É muita expectativa pra um jogo (ex, Fallout 4), e quando tu vai jogar ele, gasta 250 R$, se decepciona e ele fica parado na tua estante por anos, e tu jogou dinheiro fora. Por isso é uma indústria que se auto-suícida, enquanto os eSports crescem e movimentam muito mais dinheiro, tanto pro público, quanto para as empresas.

Like what you read? Give 브라이언 a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.