O cliente, à mercê da complexa gangorra da economia, também pode, em vários momentos, pagar mais caro do que deveria por determinados produtos. Mas também pode pagar mais barato. O mesmo vale para o comerciante, que pode lucrar ou ter prejuízo em relação à inflação. O difícil é chegar no ganha-ganha, quando ambos os lados têm vantagem ao mesmo tempo.
Quem segura o preço com os altos e baixos da inflação?
Anderson Guerreiro
142

Parabéns pelo texto!

Poucas vezes vi alguém no jornalismo descrevendo esses desequilíbrios tão bem. Na economia esse poder de reajuste é o que explica a concentração de mercado. Aqueles que conseguem reajustar o preço mais rapidamente que os outros, lucram mais, e podem tirar vantagem e acabar investindo em seus negócios. Normalmente isso não ocorre com os bens alimentícios, mas com bens mais duráveis.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.