Desafie, espere e confesse
Nessa geração que reflete
Dentre o sobe e desce
De escadas confusas

Adolescentes encobertos
Espero frente a outro
Quente queimando o adorno
Espelho frente ao contorno

Projeção na superfície
Gerando certo desconforto
Como o sufoco representado
Que arranham o pescoço

Fica difícil falar
Muita tinta fresca
Na face encoberta
Começa a secar

Brilho interno
É expandido

Rosto exposto à partir da matriz
E apoio no tempo seguido
Corrida contra o tempo
Premissa do momento

Do passado
Do presente documento
Que no momento
Efêmero
Te faz leitor

Like what you read? Give Bruno Herbert a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.