O Poder da Resiliência

Há diversas definições no Aurélio sobre esta palavra de significado tão amplo e ao mesmo tempo tão objetiva, que é uma característica especial nos tempos atuais, como a capacidade de se “adaptar a má sorte” ou as “mudanças” impostas pela vida. É a capacidade de voltar ao “estado natural”, manter o equilíbrio e continuar o percurso da vida. Digo nos tempos atuais, pois nunca tivemos tantos indícios de desequilíbrio, depressão, dificuldade de se desapegar do passado ou aceitar alguma mudança.
Talvez a resiliência não seja tão simples ou que alguém já nasça praticando, mas algo que se pode ser aprendido e aperfeiçoado com o tempo; Pois muitas vezes não temos este domínio próprio de permanecer no eixo das nossas emoções, desejos e sentimentos. 
Podemos comparar a “Resiliência” a estes indivíduos que se assemelham a uma árvore de raízes profundas que mesmo com a tempestade permanece inabaláveis.

O dom da resiliência influencia significativamente no modo como enxergamos a vida e como a conduzimos. O que te motiva a prosseguir mesmo em meio ao caos? As mudanças te assustam? O que você faria tomar um caminho diferente das suas decisões? Mudanças são sempre bem-vindas, quando pensamos em algo positivo, (o que nem sempre acontece). 
Esta arma poderosa é o que te manterá firme quando algo inesperado acontecer e te conduzirá a uma saída mais apropriada para tal situação. Ela te lembrará que existem outros caminhos e outras razões que valem a pena lutar e que mesmo quando tudo der errado, ainda sim é um bom início para recomeçar e aprender algo novo. 
Ser resiliente vai muito além disto, mas é justamente o que precisamos saber. Como uma casa construída sobre o alicerce de uma rocha, o que uma pessoa resiliente tem em incomum? Ela não é imune as circunstancias adversas, mas que em cada adversidade ela encontra um recomeço e que em cada queda há um passo de dança a ser aprendido. Mantenha-se firme. Mantenha-se resiliente.