Prazer…

Sou capricorniana nata, não nego as características desse signo. Sempre fui eu mesma, lutei e luto pelo que julgo correto. Posso parecer fria, mas não sei muito bem lidar com sentimentos. Meu maior defeito, não gosto ou gosto muito. Ou é 8 ou 80… Da mesma forma que tento aprender a lidar com sentimentos, estou aprendendo a lidar comigo mesma. Costumo dizer que até 2013 existia uma Bruna, não dava bola para nada, não se cuidava, não era ela mesma, sempre vivia se escondendo na sombra daqueles que estavam ao seu redor, não tinha voz. Mas porém isso mudou, agora eu sou eu mesma, tenho voz, tenho paixão por mim, me encontrei de uma maneira que até antes não era possível, aprendi a me amar do jeitinho que sou, pode parecer clichê, mas é verdade, até tu mesmo te amar, ninguém irá te notar. Passei a me valorizar. Não usava maquiagem, agora não saio sem. Falando em sair hahaha isso mudou, eu saio, saio sempre, todas as oportunidades que puder irei sair, só assim conhecerei pessoas novas, caminhos novos, amores fugazes por aí. Ah e não me peça pra parar, ou ficar, quero alguém que saia comigo, assim, para todos os tipos de programas, confesso que prefiro os mais calmos, como uma conversa jogada fora em um parque ou uma sessão pipoca, mas enquanto não tem isso, o que me resta é desfilar com o meu brilho por aí. Sim, amo dizer que brilho demais, meu sangue é purpurina ou que eu sou o sol de todos ao meu redor. Se eu não dizer isso, quem dirá? (Mãe não vale). Gosto de agito, estar sempre rindo, cantando, dançando, enfim vivendo… Cada vez mais encontro a mim mesma. Também encontro aqueles que estão ao meu lado, meus amigos, os de verdade mesmo, arrisco a dizer que a culpa é deles dessa Bruna tão melhorada. O que me move a ser assim é o amor… Não só aquele de filmes românticos, mas sim aquele que temos quando sentimos que temos alguém do nosso lado, apoiando cada passo que damos. E se um dia eu estiver do seu lado, será tanto nas horas ruins e boas. Gosto de poder confiar 100% nas pessoas. E se um dia eu disser que te amo, considere-se alguém muito importante, não sou de jogar palavras ao vento se não for o que sinto. Desculpe a sinceridade, mas sou assim, fique à vontade, puxe uma cadeira, sente, adoraria ouvir sobre ti, sou fascinada por histórias…

Prazer, essa sou eu!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bruna Cleff’s story.