Eu, Bruna Conrado.

Prezado recrutador (a),

Eu fui registrada Bruna Kellen Martins Conrado, meus amigos me chamam de Buh, minha família de Bruninha, pra minha mãe, Baixinha, e nas empresas, Bruna Conrado. Posso dizer que sou uma média ponderada (Hahaha) de todas essas “pessoas”. Tenho 27 anos e sou capricorniana, preciso citar o signo afinal não é à toa que somos conhecidos como o signo mais trabalhador desse zodíaco.

Acredito que minha trajetória começou anos e anos atrás quando minha família me chamava de Menina Sundown, por conta da semelhança com a propaganda e por esses 20 e poucos anos muita água rolou. Eu era uma criança feliz que pedia de Natal livros do Harry Potter, que brincava de bola na rua, que via filmes de terror e não sentia medo, mas que não podia ver uma barata que saia correndo.

Quando estava me formando na escola e precisava escolher o curso que seguiria, acabei me desviando do caminho que esperava seguir, iniciei outro curso e esse foi meu maior arrependimento até hoje.

Aprendi com o meu erro, conheci pessoas brilhantes, mas quando decidi estudar o que realmente queria, Engenharia Metalúrgica em 2013, sabia que grandes feitos ocorreriam. Porém, quando estávamos em torno de 2015/16 a crise financeira no Brasil teve seu pior momento. Comecei a minha luta por uma experiência que eu já sabia que não seria fácil e depois de diversas tentativas, ainda inexperiente em entrevistas, consegui meu 1º estágio, eu iria trabalhar na Qualidade do Tratamento Térmico da Vallourec Soluções Tubulares do Brasil.

Durante os quase dois anos que passei na Vallourec muita coisa aconteceu, mudei de setor junto ao mesmo gestor, Cesar Olea, umas três vezes e terminamos com ele sendo Gestor de Industrialização de OCTG da América Latina. Aprendi coisas sobre “o céu, a terra, a água e o ar” (hahhahha) na verdade aprendi não só sobre o setor de metalurgia, mas sobre pessoas, relacionamentos, companheirismo e percebi o tamanho da minha sede por novos desafios e oportunidades.

E assim, devido ao bom trabalho demonstrado durante o tempo que trabalhei na Vallourec, recebi uma ótima oportunidade daquelas de #chocada, quando me ofereceram um estágio de seis meses na Vallourec — França. Nesse momento foi quando tive certeza que havia feito um bom trabalho e cumprido com meu objetivo como estagiária na empresa, mesmo com os ótimos feedbacks recebidos.

Quando chegou março de 2018 era hora que embarcar para França e sair da bolha em que eu estava acomodada. Afinal eu não conhecia ninguém, era a única estagiária que estava indo e “mal, mal” sabia qual seria o meu projeto. Fui trabalhar no Setor de Processos Térmicos, um departamento que atua na simulação de tratamentos térmicos da Vallourec em Aulnoye-Aymeries, uma cidadezinha no norte da França. E todos esses seis meses foram cheios de desafios, o que me dava energia para continuar e “arrebentar a boca do balão”!

Meu projeto era encontrar uma melhor aproximação (previsão) das propriedades mecânicas de um aço através da equação de Tsuchiyama e deu tudo certo. O feedback final foi excelente dizendo que se existisse a chance de contratação com certeza eu seria contratada. Tanto no Brasil quanto na França eu fiz grandes amigos e se eles pudessem falar sobre mim acredito que eles diriam que sou determinada, trabalho bem em equipe, inteligente, dedicada, “sometimes workaholic” e sempre proativa.

Em consequência do intercâmbio, fui obrigada a adiar em um ano a minha formatura da faculdade, de dezembro de 2017 para 2018. Porém meu TCC (trabalho de conclusão de curso) foi avaliado em 2017 e eu e minha dupla, Camila Rezende, fomos premiadas com o título de melhor TCC do curso naquele semestre, uma grande conquista. Como uma mulher não vive só de títulos meus maiores orgulhos são meus pais, uma vez que eu nada seria se não fosse a luta diária deles, minha educação e a dedicação de tornar nossa vida cada dia melhor.

Como dito anteriormente, eu busco incansavelmente por novos desafios, crescimento e aprendizado. E se esta empresa respeita a diversidade, com igual oportunidade de desenvolvimento e progresso a todos os funcionários e com foco em um produto de qualidade para a satisfação de nosso cliente como a Johnson and Johnson, a vida fica mais linda.

Para aliviar as tensões do dia a dia gosto de assistir séries e filmes, ler livros, viajar na realidade de personagens, vivendo aventuras no espaço, tendo poderes e defendendo o mundo. Para assim poder realizar meus sonhos e ajudar outros a realizarem os deles. Aprofundando em saúde, tecnologia e meio ambiente pretendo junto com a Johnson and Johnson fazer algo grandioso para ajudar e impactar as pessoas.

AH! Eu também amo uma viagem, quem nunca neah? Conhecer pessoas, lugares, culturas, não há crescimento maior.

Meus mais sinceros agradecimentos,

Bruna Kellen Martins Conrado.