Poema das 4 horas.

Gosto de quem dá risada gostosa.

Gosto de quem sabe que cozinhar é um ato de amor.

Gosto de quem entende que amor é amor, não importa se são duas pessoas do mesmo sexo.

Gosto de quem dança.

Gosto de quem, ao tomar chá, pega a caneca com as duas mãos.

Gosto de quem tira fotos simples.

Gosto de quem canta dentro do carro.

Gosto de quem inventa seus próprios palavrões.

Gosto de quem uma vez ou outra, toma um banho de chuva.

De quem lê e te recomenda o livro.

Gosto de quem conta histórias de filmes com entusiasmo.

Gosto de quem chupa picolé no inverno.

Gosto de quem abraça.

Gosto de quem admite que está de mal humor.

Gosto de quem lê em transporte público.

Gosto de quem transa de manhã cedinho.

Gosto de quem faz ‘‘joinha’’ com os dedos.

Gosto de quem anda descalço.

Gosto de quem conversa com os bichos e plantas.

Gosto de quem fala gírias do passado.

Gosto de gente que diz: ‘‘Aparece mais vezes’’. De gente que pede desculpas.

Gosto de quem toma chopp e fica zoando com o bigodinho causado pela espuma.

Gosto de quem presta atenção na lua, nas crianças e nos formatos das nuvens.

Gosto de quem tem esses acordos com a vida, de saber levá-la e de ser feliz com pouco, o que pra mim, já é muito!

Se gostou, clique no ❤.

Um abraço apertado!