o homem que transviu a vida
desentendeu o caos suicida
tateou a beleza doída
adoçou com o azedo da rotina
a manta de sonhos que lhe protegeu da eterna melancolia.