Eu me machuquei no início de novembro, torci o pé e ralei o joelho, “não foi nada” eu disse, mas estava morrendo de dor e com o joelho totalmente sangrando. Vivi os dias como se nada tivesse acontecido, não conseguia usar tênis, troquei meus sapatos fechados por chinelos, veio a chuva, tive que andar pisando nessas poças do Rio de Janeiro. Quase 20 dias depois e eu ainda não me recuperei totalmente, o joelho segue com uma mancha de um machucado recente, o dedo do pé dói, já consigo me calçar mas sinto que algo está errado ali. Com isso concluo que estou ficando velha, estou cicatrizando mais lentamente, meu sofrimento perdurou por semanas até hoje. Um joelho e um pé foram os porta-vozes de que a dor demora a passar, fica ali chatinha, incomodando, mas um dia passa.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.