aí acho que cabe testar mais formatos de fácil consumo para envolver leitores que não vão comprar o projeto direto por um texto mais denso.
bruna, eu também trabalhei em um portal e, por ver como era a recepção dos leitores a matérias mais…
brisa dalila
551

Adorei sua resposta, e estamos aqui pensando sobre o que você disse. Tem muito de uma linha de pensamento que admiramos, que é a adotada pela Amanda Palmer: algo no tipo 'pare de se preocupar com quem não está vendo e comece a se preocupar com quem está'. A gente, no geral, segue essa linha. Mas quando a gente pensa em como o mundo gira, com possíveis patrocinadores apenas se sentindo atraídos por números, a gente fica triste em constatar que talvez o Gente não tenha futuro. :(

Sobre o formato de fácil consumo, a gente tem tentado pra caramba com o que chamamos de 'resumo' da história do personagem na call to action do Facebook. É livremente inspirado pelo Humans of New York, e tem dado certo. Eu acho, rs.

Sobre desistir de um canal que não está dando tão certo, é o que estamos fazendo com o Tumblr e o que pensamos em fazer com o Twitter.

Mas gente, o mais importante disso tudo é esse retorno que vocês dão pra gente. A gente fica tão feliz quando recebe mensagens dedicadas como a que vc nos escreveu. Muito, muito obrigada!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bruna Talarico’s story.