A obsessão pelo equilíbrio

Brunno Lopez
Jul 30 · 1 min read

Deveria ter aproveitado o buzz circense de tempos atrás e aprendido a ser um renomado equilibrista. Isso seria de extrema valia com elementos da vida adulta que insistem em pesar para lados contrários, transformando o dia a dia numa confraternização de labirintite.

Na minha direita, o desejo latente de perseguir a notoriedade e tomar um banho com as luzes do reconhecimento. Na minha esquerda, a consternação pela necessidade de gratidão sobre o que já foi conquistado.

Sobre esta corda trêmula do cotidiano, cada passo privilegia um dos interesses. Na segunda-feira, é o lamento pelo fim de semana que não foi em algum lugar da Grécia. Na terça, o agradecimento por estar protegido no edredom enquanto o mundo promove tempestades no quintal.

Um exercício contínuo de hipertrofia de empatia. Uma maratona até a idealização desconhecida, transpirando o máximo de inveja possível para finalmente se hidratar de satisfação.

A harmonia só existe quando formos néscios ao equilíbrio.


Quer dizer que seus belos olhos chegaram até o final do texto, né?
Então, para que mais pessoas possam ter a mesma experiência adorável que você teve (prepotência detected), clique nas
palminhas fofas no máximo até50 vezes.

Pode comentar também, tenho uma preocupante predileção por debates utilizando teclados em CAPS LOCK.

Brunno Lopez

Written by

Um ilustrador de palavras que acredita que o amor não passa de um tapete voador que sobrevoa as misérias humanas.

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade