A poesia que você nunca leu

Pois machuca a parte da vida que você esqueceu

Photo by Trym Nilsen on Unsplash

A gente pede calma e a perde em seguida.
A gente diz adeus e não entende a despedida.
A gente anda pra trás olhando pra frente.
A gente faz tudo igual achando que é diferente.

A gente se inspira menos do que pira.
A gente atira mais do que mira.
A gente sente muito sem sentir nada.
A gente não sabe estacionar sem roubar a vaga.

A gente não arrepia, só sente frio.
A gente vive cheio de vazio.
A gente cobra postura sem saber se postar.
A gente responde antes mesmo de perguntar.

A gente veleja em águas paradas
A gente dirige em estradas fechadas
A gente é só e pede escolta
A gente vai pensando na volta

A gente se abandona na multidão.
A gente tem asas que não nos tiram do chão.
A gente se encontra no que vive perdido
A gente é o que nunca deveríamos ter sido


Quer dizer que seus belos olhos chegaram até o final do texto, né? 
Então, para que mais pessoas possam ter a mesma experiência adorável que você teve (prepotência detected), clique nas
palminhas fofas no máximo até 50 vezes.

Pode comentar também, tenho uma preocupante predileção por debates utilizando teclados em CAPS LOCK.