Superando a depressão — Dia 6

Estou sentindo alguns efeitos colaterais da nova medicação. Alguma dor de cabeça, muito sono e algumas outras alterações físicas. Falei com a minha psiquiatra e são sintomas normais no início. Para quem não sabe, depressão é uma alteração química no cérebro. Temos um neurotransmissor chamado serotonina, a depressão e outras doenças são causadas por alterações nos níveis deste neurotransmissor. Por isso você vê pessoas que ficam deprimidas “sem motivo nenhum”, mas o motivo é químico.

Tive muita dificuldade para acordar e levantar da cama. Quando levantei, tomei banho e comecei a viver o dia. E aí eu vi a notícia sobre a execução de um cara de 18 anos no saguão do Aeroporto Salgado Filho às 11h da manhã. Eu não consigo ficar indiferente a isso. Sério!

Uma coisa que me incomoda muito é exatamente a realidade onde vivemos. A princípio esse texto seria sobre os gaúchos, mas vou esperar um pouco mais.

Em março deste ano, tive a oportunidade de ir para Austin nos EUA para participar do South by Soutwest, o maior encontro focado em inovação, tecnologia e criações que tem impacto positivo na vida das pessoas do mundo. Aquilo transformou a minha vida. Eu voltei com a certeza de que tudo começa com acesso à informação, que a informação é muito cara no Brasil, que temos que ter uma mudança gradual mas rápida de mindset, etc…

Agora eu vejo que estou errado. Tudo não começa com a informação. Tudo começa com o direito de estarmos vivos. De nos sentirmos seguros. La em Austin, vi uma palestra do embaixador de Israel, uma das nações mais inovadoras do mundo e que vive em uma região de constante conflito. O segredo de Israel foi conscientizar os israelenses de que apesar da região ser hostil, eles estavam seguros. E de fato estão, existem muitas estatísticas que comprovam isso. A sensação de segurança, de expectativa de vida a longo prazo, de estabilidade, de navegar em mares tranquilos faz com que as pessoas se sintam à vontade para criar, inovar e tornar o mundo um lugar melhor.

O mesmo serve para nós mesmos: se estivermos em constante conflito interno, paralisamos e não conseguimos criar, inovar ou produzir. E aí você se sente um inútil e o conflito fica maior. É um ciclo.

Mas, por outro lado, a capacidade de dar a volta por cima faz com que as nações se fortaleçam. Isso aconteceu com Israel, Alemanha, Japão e outros milhares de exemplos.

A depressão é ruim, é grave, é destruidora. Mas dar a volta por cima fortalece!

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.