Curti muito o conto, Bruno Frika, especialmente do jeito cuidadoso como você compôs o final j…
Edson Neto
11

Oi, Edson! Você tem razão, o uso do “sequer” ali quebrou a frase. Me senti um pouco como o personagem central do conto ao escrever: perdido. O fim, inclusive, eu não tinha em mente enquanto escrevia – o que normalmente não acontece. Obrigado pelo elogio e pela crítica! ❤️

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Bruno Frika’s story.