OS AFORISMOS DESAFORADOS DE BRUNO

os aforismos desaforados de bruno
desafloravam a fauna e a flora
daquelas vidas virtuais
que se assemelhavam a folhas secas

faces que feicibucavam
coisas inúteis, fogos-fátuos, fracos fatos
e bruno com a faca na língua
desafiava bixas fúteis e lindas

fáceis as palavras feriam
fags faceiras que se faziam
de fáceis fortes
pedindo foda-me no facebook

fálicos afoitos em flertes
de frígidas palavras
desafinavam na escrita
de grossas falas

e eu que sou foda
afeiçoado aos bons de fuça
e também de cabeça
quero que todos que me falam
da força bruta
dos meus foras

fodam-se

Bruno Latorre

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.