POEMA ALMOÇO

o meu avô dizia que a poesia
na roça, era coisa de bicha
a minha vó sim, era transgressora
escrevia um poema
no lugar da louça
e eu que sou do novo século
assalariado mal pago
escrevo poemas no almoço
do chefe
e assim me vingo
à noite
dedicando o poema
a um moço
 
Poema: Bruno Latorre

Foto: Duane Michals

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.