Sabe, desculpa por demorar tanto com isso. Eu não vou mentir, estava com preguiça de escrever, sabia que ia fazer, mas não quando. Bom, eu disse pelo menos duas vezes que você é e foi a maior surpresa que eu tive no último ano, de verdade. Eu fui conhecer você na 6° série, sabia disso? Você ainda era loira, e nos conhecemos por uma discussão. Você fez alguma coisa dá qual eu não gostei, reclamei e sua resposta foi “sua criança, saí daqui”, por várias vezes a gente fazia isso. Eu sem saber quem você era, e você sem saber quem eu era. E o destino, ou o tempo, ou Deus, ou seja lá o que for, quis tornar você mais do que um pequena vírgula dá minha vida. E sendo esse 'seja lá o que for' um gênio, ele te transformou na minha maior surpresa. Dá menina que eu conheci no 1 ano, você, Thainá, é a que mais cresceu. Deixou de ser apenas um rostinho bonito. Você deixou de ser uma mera casca bonita, e virou uma casca com um interior lindo. Belíssimo.

O que eu poderia falar desse ano? Poderia dizer que foi sensacional, que foi o melhor possível, mas isso é apenas uma maneira de reconfortar as pessoas a minha volta. Esse ano foi bem chato na verdade. Porém, certas coisas o deixaram único. Essa é a palavra, único. Foi o ano que eu finalmente pude conhecer pessoas que a muito tempo dá existência mas não conhecia o coração. Sabia o nome, mas não sabia a essência. Isso foi o melhor, de fato.

Agora falando apenas sobre você. Thai, se em 2014 eu dissesse pra mim mesmo “Bruno, a Thainá vai ser uma pessoa importante dá sua vida”, eu olharia por mim mesmo, e daria risada, sério. Em dois mil e catorze, você era mais um fardo, do que uma pessoa que eu gostava. Você fez por merecer o título de 'rostinho bonito’, porque era só isso. Repare que eu disse era. Sinceramente, me faltam palavras pra dizer o quão incrível você se tornou. Virou uma mulher. Deixou de só falar asneiras, e querer aparecer. Começou a pensar. No começo do ano eu achava que era a mesma, porém, você me mostrou o contrário. Me mostrou que existe sentimento nas suas palavras, me mostrou que por trás desse rímel preto, existem lágrimas quando se fala do Thomas, mostrou como ser sensual com a borracha em vertical do aparelho. Você mostrou ser uma pessoa digna de aplausos, mostrou ser sensacional. Vou usar essa palavra, sensacional. E digo mais, um dia você vai se apaixonar, namorar e casar, e esse cara, ah esse cara, ele será um dos mais felizes do mundo. Eu sinto isso.

Thai, muito obrigado, obrigado por ter feito parte do meu ano. Obrigado por me ensinar como ser adorável. Você mudou de forma grotesca meu ano. Graças a muitas pessoas, e especialmente você, esse ano foi único.

Aliás, dia 28/02 eu não vou poder te ver, meu pai faz aniversário no mesmo dia. Então um dia antes eu vou te ver. Dar um abraço, uma película de celular, e quem sabe, passar o dia com você.

Um beijo, do cara que nunca achou que escreveria pra você. Cuide-se.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.